sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Resenha | Ritual Box de Agosto

 Para quem ainda não conhece: a Sublime Rituais é um serviço de assinaturas de caixas com produtos de beleza, as quais seguem um determinado tema a cada mês. Todos os produtos são veganos e preferencialmente naturais e orgânicos. As resenhas das edições anteriores podem ser vistas nesse link.


A Ritual Box da Sublime teve a edição especial com curadoria da Karina Viega, do blog Acorda Bonita!. Achei que a escolha dos produtos foi super válida porque tenho certeza que eles não vão ficar encostados na gaveta, são todos úteis. Em outras oportunidades, já tinha conhecido todos eles, com a exceção do óleo de coco Palmiste da Laszlo, apesar de já ser adepta há anos do óleo de coco comum.

Os produtos dessa edição foram:


Óleo de Coco Palmiste da Laszlo




Não sei se vocês sabem, mas o óleo de palma produzido fora do Brasil pode ser proveniente da Indonésia e Malásia. Cerca de 90% de todo óleo de palma produzido no mundo vem desses países. O problema é que várias florestas nesses países são desmatadas (leia-se: são queimadas) para dar espaço para as plantações de palma. E nessa, o habitat de orangotangos é destruído, fazendo com que a espécie esteja atualmente ameaçada (Fonte).

Me parece que no Brasil a produção de óleo de palma não é destrutiva (fonte) e aqui não existem grandes primatas nativos. Por essa razão, sempre que for comprar algum produto importado, verifique se o cultivo de palma é orgânico, de preferência certificado. Dê preferência também aos óleos de palma de origem brasileira.

Felizmente esse óleo de palmiste da Laszlo (Elaeis Guineensis Palm Kernel Oil) é de cultivo orgânico do Brasil. Ele é refinado, por isso não possui cheiro, mas suas propriedades permanecem as mesmas, sejam cosméticas ou nutricionais.

O que mais me chamou a atenção nele foi essa embalagem. Por um lado, ela foi pensada para aquelas pessoas que colocam o mãozão dentro do pote de óleo (o/) e acabam o contaminando, mas mesmo num calor de 30 graus, o óleo permaneceu sólido. Por essa razão, achei a embalagem pouco prática, já que para retirar o óleo, precisamos usar uma espátula/colher ou aquecê-lo em banho-maria.

Eu usei para fazer umectação, deixando o óleo de palmiste em todo o cabelo, inclusive na raiz, antes de dormir e retirei ao acordar, lavando o cabelo normalmente com shampoo e condicionador. Senti a mesma sensação de cabelo sedoso e brilhante que normalmente sinto com o óleo de coco de praia. Também usei como hidratante corporal e tive a mesma impressão, com a diferença de ser totalmente inodoro. Dessa forma, quem se incomoda com o cheiro de coco (existe alguém?), o óleo de palmiste é uma opção. Além disso, ele pode ser ingerido e usado em receitas salgadas sem que o gosto do óleo interfira.

Qual óleo é o melhor: o de coco de praia, babaçu ou palmiste? Depende. Para o meu cabelo, achei que o óleo de babaçu ganhou (pareceu que "penetrou" melhor nos fios, sem pesar). Por outro lado, amo as minhas preparações com óleo de coco de praia por causa do cheiro. Mas se eu fosse escolher um para comprar, tentaria encontrar o mais barato, já que os 3 são excelentes.

Já conhecia os óleos essenciais e vegetais da Laszlo (eles são daqui de BH) e todos são de ótima qualidade, super confiáveis.

Máscara Fixação da Cor da Surya



Na minha opinião esse é o melhor produto da Surya. Considero que, pela composição riquíssima, é um excelente custo-benefício. Ela não contém parafina nem silicones, sendo indicada para adeptos do "no poo". Uso há anos e sempre faço estoque. Já falei sobre essa máscara nesse link, mas resumindo, costumo usar como condicionador (sem necessariamente deixar no cabelo por 15 minutos como recomenda o rótulo). Também costumo usá-la misturada com outros condicionadores, pelo fato de ela ser muito emoliente.

Se o seu cabelo é tingido ou danificado, a máscara pode ser usada no cronograma capilar junto à outras máscaras reconstrutoras, hidratantes ou nutritivas, dependendo do quão danificado o cabelo esteja. Caso seja um cabelo normal, com pontinhas levemente ressecadas, essa máscara dá conta do recado sozinha.

Fluido Hidratante Facial da Feito Brasil



O hidratante facial pertence à linha Segredos de Camarim. Segundo a descrição: Contém silício orgânico que restaura a elasticidade, tonicidade e firmeza da pele, além de hidratar de forma intensa. Contém seda de arroz e tapioca que conferem um toque seco e suave, transmitindo efeito mate e sensação aveludada à pele. Com proteínas de soja e trigo e extrato de aveia que promovem nutrição e maciez.

Na minha pele mista/oleosa/sensível com tendência à acne, o fluido deixa a pele sequinha, segura a oleosidade por pouco tempo e deixa a pele macia e bem hidratada. Tem um perfuminho floral/frutal muito agradável.

Eu aproveitei pra fazer um primer facial caseiro usando este hidratante + argila branca. Quem tem pele oleosa, vai gostar!

Tenho um carinho grande pela empresa Feito Brasil, que é totalmente vegana! Adoro as embalagens, as homenagens às paisagens e à cultura brasileira. Ia AMAR se começassem a produzir maquiagens.



Amostras: hidratante corporal da Feito Brasil (linha Essência Musical), hidratante e esfoliante da Surya (linha Sapien Women).

O hidratante corporal da Feito é levinho, não pegajoso, absorve rapidamente e tem cheiro docinho suave, apesar de não achar uma delícia. Ele é mais adequado para o clima quente. A bisnaga fofa vai pra necessaire de viagem.

Já o da Surya, é mais denso, tem a composição totalmente natural e orgânica. O perfume é predominantemente doce de baunilha, coco e framboesa = viciante. A linha Sapien é super cara, mas são cosméticos naturais orgânicos de ótima qualidade, super cheirosos e hidratantes. Ah, e o esfoliante corporal é a base de casca de coco!

Quem quiser saber mais sobre a Ritual Box, comprar os produtos separadamente e saber sobre os planos para assinatura, visite o site: http://sublimerituais.com.br/


Os produtos neste post foram enviados pela representante da Sublime para considerações voluntárias no blog. Todas as minhas opiniões são 100% honestas e nenhum produto receberia uma avaliação favorável, a menos que tenha fornecido resultados favoráveis. 

2 comentários:

  1. Você achou esse hidratante facial melhor que o da Granado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Ele hidrata melhor a pele, mas no quesito controle de oleosidade, acho que os dois são similares, ou seja, não controlam muito.

      Excluir