quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Resenha | Protetor solar Normalize Matte da Ada Tina (peles oleosas)


Um dos produtos que mais me pedem sugestão é de protetor solar vegano para pele oleosa. E não é por menos: a maioria das marcas de protetores solares de farmácia (talvez todas) são de empresas que testam em animais, como Nivea, La Roche-Posay, L'Oreal, Roc (Minesol), Vichy, Neutrogena, entre outras. No entanto, é possível encontrar os protetores da Ada Tina em algumas farmácias e em várias lojas virtuais.

A Ada Tina é uma empresa italiana de dermocosméticos e possui grande parte dos produtos isentos de ingredientes de origem anima (confira aqui quais são veganos de acordo com a resposta do SAC). Recentemente ela lançou uma campanha, a "#Never Tested", na qual alega nunca ter testado em animais, além de não vender na China (onde os testes em animais são exigidos por lei). O vídeo da campanha da Ada Tina Brasil pode ser conferido abaixo:




Eu decidi comprar o protetor solar por aqui porque ultimamente tem ficado super difícil importar (leia-se: dólar nas alturas + taxas absurdas de importação). Aproveitei que achei numa promoção na Época Cosméticos por R$75 (que infelizmente já acabou). Escolhi o fator 50 porque tenho tomado mais sol em horários perigosos (minha vitamina D despencou no inverno). Além disso, sou bem clara e tenho históricos de câncer de pele na família. Mas existe o fator 25 também e é um pouco mais barato.

O Normalize Matte é indicado para peles oleosas e a proposta é manter a pele sequinha sem aquela sensação desconfortável de protetor solar oleoso, principalmente no calor e com tempo úmido. 

Ele tem a textura densa e cremosa, mas é rapidamente absorvido pela pele. Coisa de segundos. Por isso, a dica é passar no rosto aos poucos, usando pequenas quantidades de cada vez. Uma bolinha do tamanho de uma ervilha é o suficiente para todo o rosto. 



A pele fica matificada logo após aplicar o protetor, mas ao longo do dia a oleosidade da pele aparece normalmente, um pouco menos se eu aplico um pó depois. A grande diferença dele para os outros é que não parece que acabei de passar protetor solar no rosto, já que ele não deixa resíduo pegajoso e melequento. Não aconteceu de obstruir os meus poros como já aconteceu com alguns protetores. E eu também não notei a pele esbranquiçada.

Outra vantagem dele é o cheiro, que é super suave.

De uma forma geral, não tenho nada a reclamar dele e estou bastante satisfeita. Talvez acho que ele poderia deixar a pele sequinha por mais horas. Mas aí já é pedir demais.

Os ingredientes não são muito naturais, mas não contém Oxybenzone (ou Benzophenone-3), que é uma substância responsável por causar impactos negativos em organismos marinhos (Fonte).

Composição:

 Methylene Bis-Benzotriazolyl Tetramethylbutylphenol, Bis-Ethylhexyloxyphenol Methoxyphenyl Triazine, Titanium Dioxide, Hydrated Silica, Dimethicone/Methicone Copolymer, Aluminum Hydroxide, Ethylhexyl Triazone, Ethylhexyl Methoxycinnamate, Butylene Glycol Cocoate, Dicaprylyl Carbonate, Bisabolol, Tocopheryl Acetate, Diethylamino Hydroxybenzoyl Hexyl Benzoate, Acrylates/C10-30 Alkyl Acrylate Crosspolymer, Sodium Hydroxide, Hydroxyethylcellulose, Citrullus Vulgaris (Watermelon) Fruit Extract, Tribehenin Peg-20 Esters, Methylisothiazolinone, Phenoxyethanol, Pentaerythrityl Tetra-Di-T-Butyl Hydroxyhydrocinnamate, Disodium Edta, Aqua, Aluminum Starch Octenylsuccinate, Ethoxydiglycol, Silica, Xylitylglucoside, Anhydroxylitol, Xylitol.


Ele pode ser encontrado em algumas lojas físicas (lista no site) e em lojas virtuais como Época Cosméticos, Beleza na Web e na loja virtual da Ada Tina.

sábado, 21 de novembro de 2015

Resposta do SAC | Maquiagens da Vymana / Nação Verde



Para quem não sabe, a Nação Verde é uma rede de lojas em várias cidades do Brasil voltada para a alimentação natural. A lista de localidades pode ser vista neste link. Nesse mês a rede lançou uma linha de maquiagem, a "Vymana Make up".

As embalagens são muito bonitas, existe uma preocupação em usar ingredientes naturais/orgânicos a preços relativamente mais acessíveis, mas o que mais me chamou a atenção foi a menção de "vegano" na descrição das maquiagens. No entanto, verifiquei que havia cera de abelha na descrição do site e há uns 15 dias eu postei na página do blog no Facebook sugerindo que enviássemos e-mails solicitando que corrigissem as descrições. Enviei um e-mail questionando e essa foi a resposta que eu recebi:



Desculpados pelo erro! :)

---


Fui na loja aqui em BH, vi as composições e fiz alguns swatches. Me desculpem pela qualidade das fotos, ficou ruim por causa do meu celular (que está todo detonado), mas acho que dá pra ter uma ideia. Não fiz amostrinha das bases, corretivos e bb creams para não induzir ninguém ao erro.

As embalagens são em papel (creio que se deve ao apelo ambiental) e não são muito resistentes. As sombras e os blushes são lindos e extremamente pigmentados, achei o primer um pouco oleoso pra mim e só tem um batom matte/acetinado (que é lindo), os outros tem acabamento brilhante, meio "frost" ou translúcido. O corretivo me pareceu ser bem sequinho. Não sei dizer sobre a duração.


 duo de sombras preto brilho/branco, pó claro, blushes: ruby (matte), rosa claro (matte) e bronze (tem brilho e é na verdade mais escuro que na foto)

gloss rosa e batons


Achei as composições bem "limpas"!

Rímel:



BB Cream FPS 30 (R$67,50):

SALVIA SCLAREA (CLARY) FLOWER/LEAF/STEM WATER, TITANIUM DIOXIDE, OCTYLDODECYL STEAROYL STEARATE, LAURYL OLIVATE, WATER, PROPANEDIOL, SUCROSE PALMITATE, GLYCERYL STEARATE, CETEARYL ALCOHOL, ZINC STEARATE, FRAGRANCE, GALACTOARABINAN, IRON OXIDES, POTASSIUM PALMITOYL HYDROLYZED WHEAT PROTEIN, POLYGLYCERYL-2 CAPRATE, MAGNESIUM ALUMINUM SILICATE, OLEIC/LINOLEIC/LINOLENIC POLYGLYCERIDES, EUTERPE OLERACEA FRUIT OIL, ORBIGNYA OLEIFERA (BABASSU) SEED OIL, TOCOPHEROL, BENZYL ALCOHOL, SQUALANE, SIMMONDSIA CHINENSIS (JOJOBA) SEED OIL, ALUMINA, SUCROSE STEARATE, STEARIC ACID, MICROCRYSTALLINE CELLULOSE, IRON OXIDES, CELLULOSE GUM, GLYCERYL CAPRYLATE, DEHYDROACETIC ACID, IRON OXIDES, CELLULOSE,

Batom (R$36,00):

RICINUS COMMUNIS SEED OIL (RICINUS COMMUNIS (CASTOR) SEED OIL), HYDROXYSTEARIC/LINOLENIC/OLEIC POLYGLYCERIDES, OLIVE OIL DECYL ESTERS, CI 77891 (TITANIUM DIOXIDE), PRUNUS ARMENIACA KERNEL EXTRACT (PRUNUS ARMENIACA (APRICOT) KERNEL EXTRACT), HYDROGENATED OLIVE OIL STEARYL ESTERS, COPERNICIA CERIFERA CERA (COPERNICIA CERIFERA (CARNAUBA) WAX), LAURYL OLIVATE, PARFUM (FRAGRANCE), CI 77007 (ULTRAMARINES), CI 77491 (IRON OXIDES), EUTERPE OLERACEA FRUIT OIL, TOCOPHEROL, ORBIGNYA OLEIFERA SEED OIL (ORBIGNYA OLEIFERA (BABASSU) SEED OIL), SQUALENE, LIMONENE, LINALOOL,

Corretivo (R$37,20):

MICA, CI 77499 (IRON OXIDES), ZEA MAYS STARCH (ZEA MAYS (CORN) STARCH), ZINC STEARATE, TOCOPHEROL, SQUALANE, BENZYL ALCOHOL, ORBIGNYA OLEIFERA SEED OIL (ORBIGNYA OLEIFERA (BABASSU) SEED OIL), EUTERPE OLERACEA FRUIT OIL, DEHYDROACETIC ACID, LAUROYL LYSINE,

Base (R$49,70):

SALVIA SCLAREA FLOWER/LEAF/STEM WATER (SALVIA SCLAREA (CLARY) FLOWER/LEAF/STEM WATER), CI 77891 (TITANIUM DIOXIDE), OCTYLDODECYL STEAROYL STEARATE, LAURYL OLIVATE, PROPANEDIOL, SUCROSE PALMITATE, CI 77492 (IRON OXIDES), CETEARYL ALCOHOL, GLYCERYL STEARATE, CI 77491 (IRON OXIDES), PARFUM (FRAGRANCE), GALACTOARABINAN, POTASSIUM PALMITOYL HYDROLYZED WHEAT PROTEIN, MAGNESIUM ALUMINUM SILICATE, EUTERPE OLERACEA FRUIT OIL, OLEIC/LINOLEIC/LINOLENIC POLYGLYCERIDES, TOCOPHEROL, ORBIGNYA OLEIFERA SEED OIL (ORBIGNYA OLEIFERA (BABASSU) SEED OIL), BENZYL ALCOHOL, LIMONENE, CI 77499 (IRON OXIDES), MICROCRYSTALLINE CELLULOSE, CELLULOSE GUM, CITRONELLOL, LINALOOL, GERANIOL, DEHYDROACETIC ACID, CELLULOSE,

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Sublime Rituais | Ritual Box de Novembro


A Ritual Box da Sublime veio muito bacana esse mês e por isso resolvi falar das minhas primeiras impressões sobre os produtos que vieram. A curadoria foi feita pela Renata Esteves, responsável pela loja virtual Beleza Orgânica. Para quem quiser saber das edições anteriores e como funciona, veja aqui.



Shampoo de Cupuaçu Jason Gilbert (120 ml | R$27,90)


Este shampoo é indicado para cabelos ressecados e danificados. A composição é natural, não contém sulfato e pode ser usado para quem é adepto de low poo. Ele é fabricado pela Riquezas da Terra, empresa que já apareceu aqui no blog antes. A composição do shampoo é rica em nutrientes como pantenol, óleo orgânico de cupuaçu, aloe vera e arginina.

A textura do shampoo é bastante líquida, mas rende bastante e faz espuma. Em poucas lavagens já se percebe o cabelo mais saudável e mais hidratado sem ficar pesado. Quem tem cabelo oleoso pode revezá-lo com outro shampoo menos hidratante. Vi várias pessoas elogiando este shampoo e não é por menos! O preço não é muito convidativo, mas a qualidade do shampoo é realmente muito boa. Ele não contém ingredientes que mascaram resultados e nem ingredientes que "enchem linguiça" para baratear custos, como é comum de se ver.


Desodorante Arte dos Aromas (120 ml | R$19,90)


É um desodorante à base de solução aquosa de alúmen de potássio, a mesma substância dos desodorantes de cristal, com adição de óleos essenciais suaves. A eficácia desse desodorante em mim é a mesma que a do desodorante cristal: mais de 7 horas, dependendo do tempo. A vantagem dele é a praticidade e rapidez em aplicar, ao passo que os desodorantes em pedra demandam uns minutos para aplicação. A presença dos óleos essenciais também ajuda com as propriedades antifúngicas e antibacterianas. É um produto interessante para quem não se adaptou com a maneira de aplicação dos desodorantes de pedra de alúmen. Como todo desodorante natural, ele não bloqueia a transpiração.

Outros usos: ótimo para secar espinha e cicatrizar cortes, machucadinhos na cutícula e arranhões.


Água Biológica de Aloe Vera e Folha Santa Livealoe (120 ml | R$25,90)


Esse gel à base de aloe vera é muito levinho, similar ao gel de aloe vera puro, também comercializado pela Livealoe. Além de aloe vera, ele também contém gel de linhaça, extrato de folha santa, lavanda e ylang ylang. Ele não substitui o hidratante facial, mas para quem tem a pele oleosa/mista é interessante intercalar esse gel durante o dia e um hidratante facial à noite. Em peles secas, ele pode ser usado ao longo de um dia de calor, por exemplo. Pode ser usado no corpo, inclusive como pós sol.

Ele é absorvido rapidamente, mas não deixa a pele sequinha. Aliás, eu sinto a pele levemente pegajosa, mas não oleosa e acredito ser devido ao gel de linhaça. Outra coisa que poderia melhorar é a válvula de spray, que solta jatos ao invés de borrifar. Aí é preciso espalhar com a mão, quando seria melhor borrifar diretamente no rosto em cima da maquiagem. Não sei se todos vieram assim também.


Máscara Térmica (R$25,90)

A máscara térmica possui camomila e tem um cheirinho muito agradável. Ao manter na geladeira antes de usar, ela pode ajudar a reduzir olheiras inchadas.

Ainda não testei usar geladinha e não tenho problemas com olheiras, por isso não posso dizer se melhoram mesmo. Uma coisa que eu achei legal é que o elástico é ajustável.


A amostra que veio foi de um hidratante corporal da Live Aloe. Ele é bastante denso e achei que possui um cheiro que não é dos melhores na minha opinião, mas também não chega a ser desagradável.

---

Os produtos neste post foram enviados pela representante da Sublime para considerações voluntárias no blog. Todas as minhas opiniões são 100% honestas, baseadas nas minhas experiências e nenhum produto receberia uma avaliação favorável, a menos que tenha fornecido resultados favoráveis. 

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Resenha | Shampoo e Condicionador Riquezas da Terra


Para quem não conhece, a Riquezas da Terra é uma indústria de cosméticos voltada para os conceitos da aromaterapia, além de utilizar matérias primas mais naturais possíveis e ativos de procedência orgânica. Por se tratar de uma indústria, a Riquezas possui total controle sobre os insumos e fornecedores. Dessa forma, durante a produção dos ingredientes, não envolve nenhum tipo de testes em animais e há a garantia da procedência vegetal da maioria das linhas (nem tudo da marca é vegano, mas a linha "Nature Amazon", por exemplo, é toda vegana). As composições dos produtos são "limpas", a empresa tem uma abertura muito bacana para veganizar os produtos da marca e ainda há um incentivo em apoiar o desenvolvimento local (Carrancas - MG). Outra curiosidade é que a Riquezas também fabrica os cosméticos da marca Jason Gilbert.

Eu já comentei aqui antes sobre o sérum capilar, que é o melhor leave in que eu já usei! Ele é fantástico! Também estou encantada com o shampoo da Riquezas da Terra.


Meu cabelo atualmente não possui nenhum tipo de química, mas tem as pontas um pouco ressecadas e a raiz oleosa. Por essa razão, alguns shampoos para cabelos oleosos tendem a ressecar o cabelo como um todo e causar um efeito rebote (ressecar e em seguida fazer com que o couro cabeludo produza mais oleosidade que o normal). Quando vi que esse shampoo era perolado e não transparente como a maioria dos shampoos indicados para cabelos oleosos, achei estranho, mas com o tempo percebi que eu conseguia passar por mais de 2 dias sem lavar o cabelo (exceto quando transpiro demais).

O shampoo possui também a indicação para descamações no couro cabeludo. Há algum tempo eu vinha percebendo um aumento de descamações no couro cabeludo devido ao stress passado nesses últimos meses. E logo na primeira semana de uso, já notei uma melhora considerável tanto na oleosidade como nas descamações.

Dentre os ativos, estão:

  • Óleos de Andiroba e Copaíba: equilibram a oleosidade e possuem propriedades antifúngicas.
  • Arginina: um dos aminoácidos que compõem o cabelo. Fortalece e estimula o crescimento de novos fios.
  • Aloe vera: propriedades hidratantes
  • Mentha Piperita (hortelã): refresca, estimula a circulação sanguínea, ajuda a desobstruir poros  e acelera o crescimento capilar.
  • Panthenol (Pro Vit. B5): hidrata, ajudar a desembaraçar e forma uma película de brilho nos fios. 
  • Sodium Laureth Nat: tensoativo suave derivado da cana-de-açúcar orgânica, importado pela Rhodia e aprovado pela ECOCERT. Ele é capaz de agir como o sulfato para a limpeza do cabelo, mas sem os aspectos negativos que ele acarreta.

Achei o shampoo de ótima qualidade e meu cabelo se adaptou muito bem a ele - fica extremamente brilhoso, macio e com aparência de saudável. Ele rende bastante, faz bastante espuma e espalha legal. Sem dúvida foi um dos melhores shampoos que já usei.


Composição do shampoo

O condicionador tem a consistência mais ralinha e não é muito emoliente, assim como a maioria dos condicionadores naturais/orgânicos que já testei. Para desembaraçar e deixar o cabelo "derretido" nas pontas, é preciso usar uma maior quantidade de produto.

Durante 2 semanas usei apenas esse shampoo, condicionador e sérum e não senti necessidade de usar máscaras de hidratação. Depois disso, achei que as minhas pontas estavam ressecadinhas e usei uma máscara. Acredito que em cabelos mais secos, o ideal seja usar o condicionador para cabelos secos e danificados ou apenas máscaras ao invés de condicionador.

O cheiro do shampoo e do condicionador é neutro, bem suave e não fixa no cabelo depois de seco.

Composição do condicionador


No geral, eu investiria no shampoo e no sérum, mas passaria o condicionador, que não fez tanta diferença no meu cabelo, e provavelmente se adaptaria melhor em cabelos mais curtos ou que não tenham as pontas ressecadas.

O shampoo com 240 ml custa R$36,40 e o condicionador R$35,30 e podem ser comprados na loja virtual da empresa. Obs: Na página de Facebook sempre são anunciadas as promoções: https://www.facebook.com/riquezasdaterra


A empresa me enviou os produtos para considerações no blog e a resenha foi feita de forma sincera e voluntária, levando em conta a minha experiência usando os produtos por mais de 1 mês.

terça-feira, 10 de novembro de 2015

Resenha | Duo de sombras Smoky Black da Alva


Aproveitei que uma loja aqui em BH colocou as maquiagens da Alva em promoção há mais tempo e comprei este duo de sombras na cor "Smoky Black". Eu já fiz a resenha do duo na cor "Gold" e já amava a pigmentação e o brilho das sombras, que embora sejam cintilantes, não possuem partículas de brilho.

Eu considero esses duos de sombras extremamente pigmentados e fáceis de usar. Acredito que quem não tem muita habilidade em se maquiar, não terá muita dificuldade para conseguir esfumar as sombras e conseguir fazer uma maquiagem legal com elas.

A textura das sombras é muito macia, quase cremosa e muito parecida com a textura das sombras da Urban Decay. Já quando à duração, recomendo o uso de um primer.

A paletinha é pequena, mas para ser levada na bolsa/necessaire eu recomendaria colocar em um compartimento protegido. Primeiro porque as sombras podem quebrar com o impacto e também eu não acho o plástico muito resistente.



Cores: chumbo/grafite e branco cintilante

Para fazer essa maquiagem, usei a cor branca no canto interno até o meio da pálpebra e a cor grafite no canto externo, mesclando as duas cores. Fiz o mesmo na linha dos cílios inferiores. Esfumei com uma sombra marrom opaca no côncavo. Finalizei com lápis preto e máscara. Demorei menos de 5 minutos para fazer isso porque as sombras são super fáceis de pigmentar e esfumar. Esforço quase zero!




Para essa, usei a sombra grafite concentrada em toda a pálpebra e a branca no cantinho interno. Finalizei com delineador, lápis preto e máscara:


Geralmente essas cores são bem comuns e podem não ser interessantes para quem já tem bastante maquiagem, principalmente porque esses duos de sombras são caros. No entanto, quem é iniciante e busca por maquiagens veganas, naturais, orgânicas e hipoalergênicas de qualidade, acho que pode valer a pena investir. E se encontrar na promoção, compensa também!





Ingredientes: Mica, Zea Mays (Corn) Starch, Octyldodecyl Stearoyl Stearate, Zinc Stearate, Dehydroacetic Acid (And) Benzyl Alcohol, Ricinus Communis (Castor) Seed Oil, Yeast Polysaccharide, Chamomilla Recutita (Matricaria) Extract, Vitis Vinifera (Grape), Triticum Vulgare (Wheat) Germ Oil, Camelina Sativa Seed Oil, Macadamia Ternifolia Seed Oil, Oenothera Biennis (Evening Primrose) Oil, Beta Vulgaris (Beet) Root Extract. May Contain: Beetroot, CI 77891, CI 77491, CI 77492, CI 77499

Preço:

R$80 na loja oficial da Alva Brasil ou

12 libras na loja virtual da Alva na Inglaterra (entrega no Brasil e se deixar um review no site, ganha 15% de desconto!
http://www.alvanaturalskincare.co.uk/eyes/196-creamy-collection-duo-eye-shadow-c3-smoky-black-3g-4013640087177.html)


sábado, 7 de novembro de 2015

Resposta do SAC | Arezzo



Há alguns dias eu li um post da Alana (@theveggievoice) dizendo que na Arezzo  cerca de 50% dos calçados já não eram feitos mais em couro, de acordo com o que ela ouviu das vendedoras em uma loja física. O problema, a meu ver, é que mesmo quando um sapato possui a parte externa toda em tecido ou material sintético, a palmilha pode ser feita a partir de couro de origem animal, ou até as tiras com as fivelas. Eu também não acho confiável se basear no olfato, já que o cheiro de couro pode estar mascarado.

Para tirar essa dúvida, resolvi enviar um e-mail ao SAC da Arezzo questionando quais eram os calçados isentos de couro de origem animal.

Obs: Eu tenho certa antipatia pela Arezzo desde aquela coleção de inverno de 2011 ("Pelemania"), quando tentaram vender pele de coelho e raposa nos calçados e bolsas e, depois de muito auê, se viram obrigados a recolher a coleção do mercado (leia mais aqui). Portanto, não estou com a intenção de divulgar a marca neste post, mas apenas mostrar que confiar nas vendedoras e no olfato pode não ser uma boa ideia.

Resposta do SAC (Atendimento Arezzo <atendimento@arezzo.com.br>):




Minha resposta:





 Como pode ser observado pela resposta, as opções são bem restritas e o carro-chefe da Arezzo ainda é o couro de origem animal. Mas uma coisa eu concordo com a Alana, devemos pedir por opções, enviar e-mails cobrando e tentar mudar a mentalidade das empresas por meio de nosso boicote para que produzam sapatos sem o uso de couro.


Para outras opções de bolsas e calçados isentos de couro de origem animal, ou para entender por que não usar couro, veja o post: Couro, Couro Sintético e Couro Ecológico


terça-feira, 3 de novembro de 2015

Resenha | Ritual Box de Setembro




O tema da box da Sublime Rituais de setembro foi o cotidiano. A ideia foi compor um kit de produtos básicos que usamos no dia a dia. Para quem ainda não conhece a Ritual Box e quer conhecer as edições passadas, falo mais sobre ela nesse link.

Uma dúvida bastante comum é: vale a pena assinar uma box de beleza? Na minha opinião, a pessoa deve: gostar muito de produtos de beleza, gostar de testar coisas diferentes, gostar da surpresa de receber produtos sem saber previamente o que virá na caixa e poder investir na assinatura mensalmente. Para quem não se encaixa nesse perfil, não adianta forçar a barra. É importante lembrar que algumas vezes descobrimos um produto que vamos gostar muito. Em outros casos, é possível que algum item não vá agradar a todos. Eu ainda acho que essas caixas deveriam ser mais personalizadas quanto ao tipo de pele, por exemplo. O diferencial da Ritual Box é poder conhecer cosméticos veganos e naturais/orgânicos, os quais costumam estar fora do radar da blogosfera em geral. Eu considero mais interessante para quem mora no interior e não tem acesso aos produtos ou quem está entrando nesse "mundo" e está perdido ao substituir os cosméticos antigos. 


Nesta edição vieram os seguintes produtos:


Suco de Tangerina orgânico da Fazenda da Toca (980 ml)
Amostras dos passos 1, 2 e 4 da La Vertuan
Amostra de absorventes orgânicos da Natracare


1. Desodorante da Alquimia By Paula Franco 



Ao pesquisar pela marca, vi a foto da linda da Paula Franco e lembrei que ela é atriz e modelo. A linha de produtos dela é toda natural e voltada para os benefícios da aromaterapia. 

Esse desodorante é totalmente natural e artesanal à base de álcool de cereais e óleos essenciais. Segundo a descrição no site: "Contém óleos essenciais de Ho leaf, Cipreste, Tea tree, Lavanda e Alecrim pimenta. Protege de odores e infecções, hidratando a pele das axilas. Pode ser usado para nos pés também."

O cheiro dele é forte e os óleos essenciais são bastante pronunciados, achei bem agradável. Ao borrifar nas axilas, senti que arderam um pouco e depois de alguns minutos a sensação passou. Não teve a ver com o fato de estar sensível depois de depilar e não sei se pode ter sido alguma reação alérgica a algum dos OEs. Suspeito que eu tenha alergia ao OE de alecrim, mas não tenho certeza.

Eu comecei a testá-lo exatamente quando começou a onda de calor atípico por aqui. No início, testei em casa, borrifei 3 vezes em cada axila e no final do dia estava tudo sob controle. Usei para dormir e também achei que funcionou direitinho. Testei para ir à academia, fiquei quase 2 horas suando e não achei que ele me deixou na mão. No entanto, quando usei para sair de casa de manhã, ao voltar no final da tarde, senti que precisava de uma proteção maior. Depois de mais algumas vezes, percebi que ele não dura em mim o dia todo no calor, principalmente se eu me estresso um pouquinho (engraçado como em situações de stress o nosso corpo muda até de cheiro!). Dessa forma, tenho usado o desodorante de alúmen de potássio da Alva juntamente com este quando preciso de proteção o dia todo.


2. Shower gel de lavanda da By Samia



De acordo com a descrição no site da By Samia: "De toque suave, é um carinho à nossa pele. Proporciona uma sensação agradável de limpeza e bem estar. A pele fica nutrida e com um toque aveludado, pois suas propriedades são potencializadas com o extrato de Camomila Romana."

Esse foi mais um produto voltado para os conceitos da aromaterapia. Ele contém óleo essencial de lavanda na medida certa, o qual é famoso por proporcionar sensação de relaxamento. Para amantes de lavanda, usar esse sabonete líquido no banho é maravilhoso, tanto para perfumar a pele, como para deixar o banheiro cheiroso após o banho. Ele faz bastante espuma e não resseca a pele, devido à presença do extrato de aloe vera. Não consegui identificar a presença de camomila!

Apesar de ter gostado muito como gel de banho, não gostei do efeito dele para lavar o rosto. 


O lado negativo na minha opinião é o preço: R$40 por 120 ml. Achei um pouco caro para um produto que não é orgânico e contém sulfato. 


3. Creme dental Orgânico da Contente


É um creme dental com composição natural e com 95% dos ingredientes naturais e orgânicos, sem a presença de flúor. Sua composição é à base de extratos orgânicos de semente de uva, chá branco e camomila.

Como já disse anteriormente aqui no blog, a sensação de escovar os dentes com ele é bem similar a uma pasta de dente convencional: limpa direitinho, faz espuma normalmente e deixa gostinho refrescante e docinho na boca, sem arder. Acredito que seja uma excelente opção de creme dental para crianças, já que o flúor pode fazer mal se ingerido, mesmo em pequenas quantidades.

Eu ainda não tenho uma opinião formada sobre o suposto mal que o flúor possa causar em nossa saúde, embora eu tenha constatado que a fluoretação da água (no meu caso, Copasa), ultrapasse os limites recomendáveis em alguns meses. Tem uma reportagem muito completa e interessante sobre o flúor nesse link para quem se interessa em saber.




O lado negativo na minha opinião também é o preço muito acima das convencionais: varia entre R$15 a R$19,90.


4. Creme para mãos da Vyvedas


Ele possui um cheiro cítrico similar ao de erva cidreira devido ao óleo essencial de Litsea Cubeba. Permanece nas mãos após pouco tempo e depois o cheiro fica cada vez mais discreto.

Considero a consistência dele um pouco oleosa demais para minhas mãos, embora seja riquíssimo em ingredientes emolientes como: manteiga de cacau, manteiga de karité, óleo de girassol, vitamina E, pantenol e silicone.

Uma gotinha é o suficiente para hidratar e mesmo assim achei a absorção lenta, deixando a mão um pouco oleosa. Dessa forma, acredito que seja um creme mais indicado para mãos muito ressecadas, e não para o dia a dia.

Na embalagem também diz que possui proteção solar, FPS 8.



5. Suco de tangerina orgânico -  Fazenda da Toca

Amo tangerina e os sucos dessa marca são sensacionais! Eu já tinha comprado ele algumas vezes no supermercado. O diferencial deles é serem puros (sem açúcar) e orgânicos.


6. Amostras: Passos 1, 2 e 4 de tea tree da La Vertuan 

Infelizmente, pelo pouco que eu testei das amostras, não consegui chegar a uma conclusão sobre os produtos. O sérum me pareceu ser bom, mas só consegui usar 3 vezes. O sabonete limpou direitinho.
Achei a loção tônica estranha, porque diferente dos tônicos que eu já testei, esse possui a textura em gel.

Ah, eu enviei um e-mail à empresa questionando sobre os produtos isentos de ingredientes de origem animal da La Vertuan, mas ainda não me responderam. Atualizo o post assim que receber.


 Composições:



7. Amostras de absorventes da Natracare

Esses absorventes já foram comentados por aqui antes. Nesse kit vieram: 1 absorvente interno, 1 absorvente externo e 1 protetor de calcinha diário. Eu o considero uma opção natural e vegana para quem ainda não se adaptou com o copo menstrual. Eles são produzidos a partir de algodão orgânico, não contém plástico e são hipoalergênicos. Os protetores diários também são ótimos para viagens, trilhas etc.






Os produtos neste post foram enviados pela representante da Sublime para considerações voluntárias no blog. Todas as minhas opiniões são 100% honestas e nenhum produto receberia uma avaliação favorável, a menos que tenha fornecido resultados favoráveis.