sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Resposta do SAC | Dermage





"Caro Cliente ELIANA CASTRO, seu chamado foi concluído. Segue conclusão: 

Boa Tarde! Informamos que a Dermage é uma empresa brasileira que desenvolve produtos dermocosméticos inovadores para a pele da mulher brasileira. Os produtos da Linha Dermage são de alta performance, apresentando eficácia, segurança e sensoriais exclusivos de rápida absorção e suavidade. Por filosofia da empresa, a Dermage não realiza testes em animais! Todos os produtos dermocosméticos são testados dermatologicamente, in vitro e/ou in vivo em humanos, sendo eficazes e seguros. No caso de alergia à substância específica, todos os produtos da Dermage possuem a descrição completa de sua composição nas embalagens para verificação. Algumas fórmulas da Dermage podem conter substâncias de origem animal, entretanto a maioria é de origem mineral, sintética ou vegetal. Informamos que, exceto os produtos Regenerage lábios, Nail Force ? Unhas&Cutículas, Base Oil free FPS 25, Batons da linha Extreme color, Cover & block e High light palette os quais possuem lanolina em suas composições e Máscaras para cílios, Duo Eye Brown Miracle, Sombras que possuem hidrolisado de colágeno em suas composições. Nossa linha Ineout também possui derivados suínos e/ou bovinos. Nossos demais produtos não possuem componentes de origem animal em sua formulação. Todos os produtos da Dermage possuem a descrição completa de sua composição nas embalagens para verificação. Caso haja interesse em algum produto específico, favor nos informe para que possamos ajudá-la da melhor forma. Todas as lojas da Dermage possuem testers para experimentação dos produtos. Atenciosamente, SAC - Dermage"
sac@dermage.com.br

Obs: A linha Delifresh Organics vem com a menção de "cruelty free" e "sem ativos de origem animal" no rótulo:



quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Como cuidar dos cachos com produtos veganos?


Oi oi gente, tudo bem com vocês? O meu nome é Raysa, eu escrevo para o blog Cacheia. Estou invadindo o Beleza Vegana, porque a orkuteira que existe em mim não pode morrer jamais! Haha
Brincadeiras a parte, pedi um espacinho do blog para Eliana, para compartilhar dicas com vocês de como cuidar dos cachinhos e do cabelo crespo sendo vegana. No início, achei que seria bem difícil, porque além de cacheada, eu sigo a técnica low poo, então não uso nada de petrolatos no cabelón, nem shampoos com sulfatos fortes. A surpresa boa é que descobri que é mais simples do que parece, e que além das receitas caseiras, a oferta de cosméticos veganos só aumenta! Hell, yeah!


O que são as técnicas low/no poo?
Provavelmente, você já ouviu falar em low/no poo por aí! Essas técnicas se tornaram uma febre, e foram desenvolvidas por Lorraine Massey. O objetivo é diminuir ou acabar com os impactos negativos causados pelo shampoo no nosso picumã. A técnica low poo substitui o uso de shampoos fortes por shampoos com sulfatos mais leves. Já o no poo abole o uso de shampoo e propõe a higienização dos fios com condicionador.
Os sulfatos que são usados normalmente nos cosméticos são agentes de limpeza profundo, que ressecam os fios retirando a oleosidade natural do cabelo. A indústria acrescenta esses sulfatos porque são os únicos capazes de retirar os derivados do petróleo. Petrolatos, como parafina líquida e óleo mineral, são ingredientes abundantes e baratos, que deixam o cabelo com aparência de bem cuidado. No entanto, não são capazes de oferecer nenhum tratamento real aos fios.
Essa é uma explicação bem resumida das técnicas, mas já adianto que o cabelo não fica sujo não! Na verdade, deixa os fios bem limpos e hidratados, shining bright like a diamond. São técnicas muito recomendadas para os cabelos cacheados e crespos, que costumam ser mais ressecados que os naturalmente lisos. Claro que ninguém é obrigada a seguir só porque tem cabelo crespo/cacheado, até porque não dá certo para todo mundo, e faz bem para lisas também. Mas se você quer saber mais sobre no e low poo, recomendo os grupos no facebook: No/Low Poo Vegano e Rotina Saudável.


Como manter os cachos hidratados no dia-a-dia
Existem várias formas de hidratar os cachinhos, dependendo da sua disponibilidade, preferências pessoais e da sua rotina.


1. Cronograma capilar
O cronograma capilar é uma forma de cuidado dos fios em forma de agenda. O objetivo é o de devolver os nutrientes ao cabelo que são perdidos no dia-a-dia. O cronograma é dividido em três etapas:
  • Reconstrução: que devolve as proteínas ao cabelo;
  • Nutrição: que nutre os fios com óleos vegetais e
  • Hidratação: que repõe a água, sais minerais e vitaminas.
Nós criamos alguns modelos de cronograma capilar no Cacheia. Você não precisa seguir esses, com o tempo pode compreender melhor as necessidades dos seus fios e aprender qual etapa o seu cabelo precisa.
cronograma-capilar-para-cabelos-saudáveis-cacheia.png

cronograma-capilar-para-cabelos-pouco-danificados-cacheia.png

cronograma-capilar-para-cabelos-danificados-cacheia.png

A Eliana já fez um post lindjo com dicas aqui no Beleza Vegan de máscaras veganas para seguir o cronograma capilar. Além das dicas maragold dela, também recomendo algumas máscaras que são ótimas para cabelos crespos e cacheados. Ainda, você pode batizar máscaras baratinhas com ingredientes caseiros.


Reconstrução
Hidratação
Nutrição
  • Máscara Capilar Reconstrutora Arte dos Aromas (no poo e low poo)
  • Máscara Kanechom mix fruit (low poo).
  • Phytoervas Coco Hidratação intensa (low poo).
  • Máscara Kanechom linha low poo (no poo e low poo).
  • Máscara Vegan, da Inoar (low poo e no poo).
  • Máscara Botica BioExtratus Cachos (low poo e no poo).
Ingredientes caseiros: vinagre de maçã; aquafaba;
Ingredientes caseiros: glicerina vegetal; aloe vera; babosa;
Ingredientes caseiros: qualquer óleo vegetal; de soja, azeite de oliva, de coco, etc.


2. Receitas Caseiras
Particularmente, o meu jeito preferido de cuidar do picumã.  As receitas caseiras podem ser feitas a base de leite de coco, amido de milho, glicerinas vegetais, cenoura e beterraba, entre muitos outros ingredientes malucos. Mas não diminua a importância, apesar de feitas no conforto da sua casa, não possuem derivados animais e os resultados são tão incríveis como os de máscaras!


Dicas para o pré-poo
Pré poo é tudo para o hair! Se você não quer fazer low ou no poo, nem gastar muito tempo com receitas caseiras ou cronograma capilar, pode fazer o pré poo. O pré poo são tratamentos bem rápidos, the flash mesmo, que você faz antes de lavar o cabelo com shampoo. A ideia é usar produtos e ingredientes baratinhos, em abundância no cabelo por 5 a 10 minutinhos. Para um pré poo vegano, você pode usar:


  • Óleo de soja ou girassol (low poo e no poo);
  • Máscara Kanechom mix fruit, ou antifrizz, ou hidratação e força, ou gloss ou aloe vera (low poo);
  • Novex no poo (no poo e low poo);
  • Glicerina vegetal pura (apenas quando a umidade relativa do ar estiver acima de 80%!!!!!!)

Hora da lavagem: encontrando bons shampoos
shampoo-suave-kanechom-low-poo-vegan-cachos.jpg

Eu uso shampoos com sulfatos fracos, então não conheço shampoos “comuns” para indicar para vocês. Is it too late now to say sorry? No entanto, mesmo se você não seguir as técnicas, são excelentes shampoos, com ótimas composições e qualidade!
Recomendações de shampoos para cabelos cacheados e crespos:
  • Shampoo BioExtratus  Botica Cachos - Low poo
  • Shampo Inoar Vegan - low poo
  • Kanechom Low poo
  • Phytoervas Revitalização e Brilho - low poo


Co-wash
O co-wash, a lavagem com condicionador, é normalmente usada por quem segue as técnicas no ou low poo. No entanto, pode ser usado por qualquer um com cabelo crespo ou cacheado! O co-wash limpa os fios sim, mas não pode ser feito com qualquer condicionador. Para funcionar como agente de limpeza, precisa ser utilizado um cosmético sem petrolatos ou silicones insolúveis.
Dicas de produtos para co-wash:
  • Yamasterol babosa ou proteína hidrolisada ou argan (amo!)
  • BioExtratus Botica Cachos Co-wash
  • PhytoErvas Condicionador Anti-queda
  • Máscara Kanechom Low Poo


Lacrando na finalização
Enfim, a parte mais importante para um cabelo lacratop crespo ou cacheado: finalização! Para finalizar os cachin, recomendo os produtos:


  • Yamasterol babosa ou proteína hidrolisada ou argan (também dá muito certo como creme de pentear!)
  • Lola Cosmetics, meu cacho, minha vida (low poo e no poo).
  • BioExtratus Botica Cachos - Finalizador & gelatina (low poo e no poo).
  • Kanechom Creme de Pentear Low poo (low poo e no poo).
  • Inoar Creme de Pentear Vegan (low poo e no poo).
  • Kanechom Leave in Mix Fruit - Revitalizador (low poo)




Dicas extras: confiram a categoria de cabelos aqui do Beleza Vegana! É lindja demais! 
Espero que tenham gostado do post, gatezas! Se tiverem qualquer dúvida, é só perguntar :D Beijinhos, #govegan

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Resposta do SAC | Fiorucci / Greenwood


Os sabonetes líquidos da Fiorucci são facilmente encontrados em farmácias e perfumarias e possuem preços bastante acessíveis. Apesar de não ser uma empresa totalmente vegana (alguns sabonetes em barra possuem sebo animal), de acordo com a resposta do SAC, os sabonetes líquidos não contém ingredientes de origem animal:


"Olá Eliana,
Fique tranquila, a Greenwood Ind. e Com. Ltda. Fundada em 1967, que fabrica os produtos FIORUCCI nunca realizou testes em animais.
Não são feitos testes, nem utilizadas matérias primas testadas em animais.
Nenhum dos componentes dos sabonetes líquidos é de origem animal.

Atenciosamente.
Alessandra – Fiorucci Online"



quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Produtos veganos para cabelos loiros


No final do ano passado resolvi fazer luzes e pesquisei bastante sobre produtos veganos para descoloração, tintura e manutenção. Não é das coisas mais fáceis de se encontrar, mas estes são os produtos que tenho usado e gostado atualmente:






1. Água oxigenada e pó descolorante da Inoar (Color System).

Os 2 não contém ingredientes de origem animal (mas a tintura contém queratina) e são bem acessíveis. O pote de água oxigenada com 80 ml custou cerca de R$4 e o pó descolorante com 300 g custou R$25. 

Composição da água oxigenada

Composição do pó descolorante


2. Olaplex - passos 1 e 2.

Para garantir que meu cabelo não ficasse detonado com a descoloração, resolvi investir nos passos 1 e 2 de Olaplex. Comprei fracionado pelo Mercado Livre por cerca de R$160, que dura mais ou menos 5 aplicações dependendo de quanto pó descolorante será usado (o valor do kit full size é bem mais caro) e levei no salão para que a cabeleireira misturasse com a ox e o pó descolorante. 

De acordo com o site e a resposta do SAC, eles não contém ingredientes de origem animal nem estão envolvidos com testes em animais. Para saber como se usa, o site do Brasil explica direitinho.

Gostei muito do resultado e a minha cabeleireira ficou impressionada como o meu cabelo ficou sedoso e não danificou após as luzes bem clarinhas. No entanto, o tempo de descoloração durou bem mais que o normal, segundo ela. 


Problemas típicos de quem tem gato carente em casa


1. Shampoo Bleach Blondes da Lee Stafford.

De acordo com a resposta do SAC da Lee Stafford, esse shampoo é vegano.

Eu já testei vários shampoos desamareladores e esse é de longe o melhor, na minha opinião. Ele deixa os fios mais branquinhos, não resseca e tem um cheiro ótimo. O preço não é muito convidativo (cerca de R$45 por 250 ml), mas eu uso 1 vez por semana.




2. Shampoo seco Light & Blonde da Batiste

O shampoo seco da Batiste para cabelos claros/loiros tem uma coloração amarelada e disfarça a raiz escura. Gosto muito de como ele segura a oleosidade até o dia seguinte. É só borrifar pequenos jatos na raiz e massagear com os dedos para espalhar.  

Tenho a raiz do cabelo super oleosa e se eu fico 2 dias sem lavar o cabelo, percebo um aspecto ensebado. Já testei o shampoo em pó da Lush e fiz um DIY com amido de milho e bicarbonato, mas não gostei do resíduo que deixa no couro cabeludo. Isso não ocorre com os shampoos da Batiste, que tem selo vegan & cruelty free. Custa cerca de R$35 por 200 ml.

Cabelo oleoso antes

Cabelo após usar shampoo seco da Batiste

Composição shampoo seco da Batiste


3. Violeta genciana da Farmax

Conforme a resposta do SAC da Farmax, a empresa não realiza testes em animais. 

A violeta genciana pode ser encontrada em farmácias por cerca de R$3 e se usa algumas gotinhas misturada em água ou creme branco hidratante para tirar o amarelado de cabelos loiros. A quantidade depende do quão acinzentado preferir mas precisa tomar cuidado para o cabelo não ficar roxo e não manchar as mãos ou as roupas. Geralmente uso 3 gotas em 1 litro de água de deixo agir por 3 minutos antes de lavar com shampoo e máscara. Como ela costuma ressecar o cabelo, também dá certo se misturar 2 gotas em 1 colher de chá de máscara e deixar agir por alguns minutos no cabelo antes de enxaguar. 

Obs: Eu fiz um furinho na tampa para deixar passar gotas ao invés de virar o portinho e acabar zuando tudo!


4. Queratina líquida da Riquezas da Terra

Essa queratina é obtida por cabelo humano e portanto é vegana. Comprei no site da Riquezas e paguei R$14,90 por 120 ml. 

A queratina é importante para reconstrução de cabelos descoloridos. A queratina vegetal geralmente é composta de proteína do trigo, milho e soja, mas nas concentrações encontradas em produtos mais baratos, nem sempre é capaz de reconstruir cabelos danificados.

Para usar é só diluir na água, máscara ou condionador neutro na concentração máxima de 2,5% (cerca de 0,75 ml de queratina para 30 ml de creme/água) e deixar agir por 10-15 minutos. O cabelo fica com um aspecto áspero no dia, mas na próxima lavagem volta ao normal. Tenho usado a cada 15 dias, mas a frequência depende do quanto o cabelo está danificado.

Obs: observe se a máscara já não possui queratina na composição e prefira uma máscara de hidratação ou nutrição, que contenha boa concentração de óleos vegetais..

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Resenha | Caneta delineadora da Koloss


Em toda viagem que eu faço acabo esquecendo alguma coisa em casa. Na última viagem à São Paulo esqueci a minha necessaire de maquiagem! Pra quebrar o galho, fui em duas mega perfumarias (Ikesaki e Omy) e acabei encontrando uns itens bons e baratos (veganos, claro). Um deles foi a caneta delineadora da Koloss, que achei sensacional! Nem sou muito fã dos produtos da Koloss, mas eu amei esse delineador.

A ponta é fina e precisa. Não é aquela ponta fininha e molenga. O traçado é pigmentadíssimo e depois de seco, não transfere nem borra, a não ser que esfregue os dedos. A duração também é bacana. Não dura o dia inteiro, mas achei satisfatória. 



Outra coisa legal é que a ponta não seca com facilidade. Durou uns 3 ou 4 meses de uso contínuo.


Achei que ela é ideal para iniciantes em maquiagem ou quem não tem muita habilidade para fazer delineado, já que ela é prática e a precisão da ponta faz a caneta ser super fácil de usar. Eu fiz esse delineado da foto em menos de um minuto! Gosto do traçado mais grosso então foi só inclinar a ponta e usar a lateral para arrastar. Caso queira querer fazer um traço mais fino, é bem tranquilo também.

Composição:



Em Belo Horizonte eu consegui encontrar para comprar na loja Beauty1. Mas encontrei em lojas virtuais como a Femme e a Shopbela por R$29,90.

sábado, 4 de fevereiro de 2017

Resenha | Corretivo vegano ultra-hidratante da Baims

Cores 01 - Light Touch e 02 - Secret


Assim que a marca alemã de maquiagens veganas Baims foi lançada no Brasil em 2016 eu fiquei curiosa para testar os corretivos, já que  é difícil encontrar bons corretivos veganos nacionais. Quase não uso base, mas eu tenho o costume de usar corretivo todos os dias e prefiro investir em um de qualidade.

Logo reparei que só haviam 2 cores, uma bem clara (01 - Light) e outra pêssego/rosada (02 - Secret). No entanto, me parece que mais cores serão lançadas em breve. Vamos aguardar!

Swatches das cores 01 e 02

Swatches das cores 01, 02 e a mistura de 01 + 02.


O perfume é suave, quase não dá pra notar. A textura é cremosa, quase líquida e espalha facilmente. Um pouquinho de produto rende muito. A quantidade do vidro é de 7ml e o preço é R$95,50 (R$13,60 por ml).

A cobertura é leve e acredito que não deve ser suficiente para cobrir olheiras escuras ou profundas sozinho. No entanto, por possuir vários óleos vegetais na composição (amêndoas, jojoba, buriti, babaçu, girassol e pracaxi), o corretivo hidrata bastante e ajuda a tratar peles ressecadas ao redor dos olhos. 

O tom mais claro ajuda a iluminar o olhar e uniformizar o tom da pele, mas só para quem possui pele bem clara. Já a cor Secret, se adequa a peles menos claras, mas o subtom rosado fica melhor em peles mais rosadas ou com subtom pêssego.

No geral, eu não me adaptei a nenhuma das 2 cores, apesar de poder selar e uniformizar a pele com o pó compacto mais amarelado e um bronzer, ou até mesmo misturando as cores. Outra característica que eu observei em mim é que por ser um corretivo ultra hidratante, não segura a oleosidade nem tem acabamento matte. Por isso eu preciso retocar o pó ao longo do dia algumas vezes porque ele deixa a pele brilhando, mesmo quando não está muito calor. 

Acredito que quem tem rugas/pele madura e ressecada ao redor dos olhos vai se adaptar melhor com o corretivo. Quem prefere efeito natural de maquiagem levinha, também vai gostar!




Prós:

  • Certificação vegana e orgânica
  • Longa duração
  • Função hidratante e propriedade clareadora de manchas
  • Não transfere e não acumula
  • Acabamento luminoso/natural
  • Bom custo/benefício (rende muito! Estou usando diariamente há 3 meses)


Contras:

  • Leve a média cobertura
  • Não segura a oleosidade
  • Realça os poros
  • Não cobre espinhas e manchas de sol
  • Poucas opções de cores e subtons (não contempla peles morenas e negras)

Composição:


SÁLVIA ESCLAREIA (SALVIA SCLAREA)*, CI 77891 (TITANIUM DIOXIDE), ZEMEA PROPANEDIOL, ÓLEO DE AMÊNDOA DOCE (PRUNUS AMYGDALUS DULCIS)*, ÓLEO DE JOJOBA (SIMMONDSIA CHINENSIS)*, PARFUM, SUCROSE PALMITATE, GLYCERYL STEARATE, CETEARYL ALCOHOL, POTASSIUM PALMITOYL HYDROLYZED WHEAT PROTEIN, SUBMICA FL (MICA), GLYCERYL CAPRYLATE, ÓLEO DE SEMENTE DE GIRASSOL (HELIANTHUS ANNUUS), CI 77492 (IRON OXIDES), OLIVE GLYCERIDES, ÓLEO DE BABAÇU (ORBIGNYA OLEIFERA)*, MICROCRYSTALLINE CELLULOSE, CELLULOSE GUM, CI 77491 (IRON OXIDES), ÓLEO DE AÇAÍ (EUTERPE OLERACEA)*, ÓLEO DE BURITI (MAURITIA FLEXUOSA)*, ÓLEO DE PRACAXI (PENTACLETHRA MACROLOBA)*, EXTRATO DE ALECRIM (ROSMARINUS OFFICINALIS) , CELLULOSE, TOCOPHEROL (VITAMINA E NATURAL)
* proveniente de agricultura orgânica
100% NATURAL
56% ORGÂNICO


"Fórmula 100% natural certificada, vegan, com ingredientes orgânicos. Não contém derivados de petróleo (como óleo mineral e parafina), conservantes nocivos (como parabenos e formol), metais pesados (como chumbo e mercúrio), polietilenoglicóis (PEGs), triclosan, silicone, sulfatos, cloridrato de alumínio, acetato de tocoferol, talco, transgênicos (GMO), nanopartículas, produtos de origem animal, fragrâncias sintéticas nem corantes artificiais."


A Baims possui loja vitual e envia para todo o Brasil. Lojas físicas: https://baims.com.br/shop/onde-encontrar/
Outras lojas virtuais de cosméticos veganos também vendem.

Facebook da empresa: https://www.facebook.com/BaimsNaturalMakeup/

Produtos enviados para considerações voluntárias no blog. As opiniões do post são 100% sinceras e refletem as minhas experiências pessoais.