quarta-feira, 22 de março de 2017

Novidades | Maquiagens Veganas Nacionais

A preferência pela maquiagem vegana é um reflexo da mudança de pensamento no qual tenta-se escolher o que consumimos de forma mais responsável. Essa tendência vem se expandindo globalmente conforme se cria a consciência de que os animais não devem ser explorados para fins cosméticos, seja em testes ou como matéria prima.  

Para uma maquiagem ser vegana, é preciso que a empresa não realize ou financie testes em animais e também não possua ingredientes de origem animal, tais como: lanolina (retirada do sebo de carneiros), estearatos e glicerina oriundos de gordura animal, cera alba (cera de abelha), colágeno (retirado da cartilagem de animais), carmine (insetos esmagados) etc. Algumas marcas ainda vão além e produzem maquiagens orgânicas (cuja parte da matéria-prima é proveniente de cultivo livre de agrotóxicos e são consideradas sustentáveis, além de desenvolvidas com ingredientes naturais.


Veja os últimos lançamentos de maquiagens veganas no Brasil para todos os tipos de bolsos e gostos que vão fazer os olhos (e a pele) de apaixonadas por maquiagens brilharem.



BAIMS


(Baims/Divulgação)

A Baims é uma empresa que veio da Alemanha e possui maquiagens não só veganas, como naturais e orgânicas. As embalagens são feitas em bambu e evita-se o uso de plástico. Os pincéis possuem cerdas sintéticas e são feitos com alumínio reciclado. Os produtos possuem certificação orgânica, vegan e cruelty free. É vendida na loja virtual e em algumas lojas físicas. 



BIOZENTHI



(Biozenthi/Divulgação)

A Biozenthi lançou uma linha de maquiagens veganas e hipoalergênicas composta por batons líquidos matte, bases e protetores solar e pode ser comprada na loja virtual da marca.


SIMPLE ORGANIC


(Simple Organic/Divulgação)

A marca Simple Organic foi lançada no SPFW e já iniciou a pré-venda de maquiagens naturais e orgânicas, sendo grande parte delas veganas (alguns itens possuem cera alba), no site da marca.



ORGANELA


Todas os itens de maquiagem da marca são veganos, naturais e certificados orgânicos. Podem ser comprados na loja virtual da Organela.


ARTE DOS AROMAS



A empresa é conhecida pelos cosméticos para peles e tem alguns produtos com certificação orgânica. Recentemente foram lançadas 4 cores de batons e podem ser encontrados na loja virtual da Arte dos Aromas. 


DONA ORGÂNICA

(Divulgação)

A Dona Orgânica veio da Alemanha e além de serem veganas (com exceção dos batons Stick), as maquiagens possuem ingredientes orgânicos e as embalagens possuem uma pegada sustentável, feitas em bambu, evitando-se o uso de plástico. Podem ser compradas em lojas virtuais e algumas lojas físicas.

FACE IT



(Cabéra / Clicio Barroso/Divulgação)

A Face It produz batons veganos certificados pela PETA com formulações naturais, focando em qualidade e pigmentação. Podem ser encontrados no site da empresa.



MACRILAN


A Macrilan não é totalmente vegana, já que alguns pincéis são feitos com pelo animal, mas recentemente lançou a linha de pincéis profissionais MAX, que possui todas as cerdas sintéticas. O preço de cada pincel é bastante acessível e pode ser encontrado em perfumarias e diversas lojas virtuais.



(Divulgação/Maquiadoro)



OH! MARIA



(Divulgação)


O site da marca ainda está em construção desde muito tempo, mas é possível ver que alguns itens de maquiagens já possui a menção de "formulado sem derivados de animais". Caso queira receber atualizações, deixe o seu e-mail na caixa de novidades do site.




KIKO MILANO




A marca italiana Kiko Cosmetics chegou ao Brasil com preços acessíveis e está para iniciar a venda online no site. De acordo com o site Cruelty Free Kitty, a marca afirmou que não realiza testes em animais (seguindo as diretrizes da União Européia) e não vende na China (onde os testes de cosméticos em animais são exigidos). No FAQ do site, a empresa afirma que ainda utilizam cera de abelha, lanolina, carmine e alguns pincéis de cerdas de pelo animal. No entanto, a alternativa vegetal/sintética sempre é priorizada e basta ler a lista ingredientes no site para se certificar quando um item é vegano (quando não possui estes ingredientes). 

Pelo que pude entender, os esmaltes, lápis labiais, lápis de olhos, algumas sombras da linha Smart Colour, base em pó, corretivos e batom líquido são alguns exemplos de itens sem ingredientes de origem animal.



HOT MAKEUP



A marca chegou ao Brasil há poucos meses e pode ser encontrada em lojas virtuais como Sephora e Beleza na Web. Nem tudo é vegano, mas os produtos que são veganos estão indicados no site internacional da empresa com o selo da PETA de "vegan and cruelty free".




AMETSA



Os produtos possuem certificação de cruelty free da PETA e com exceção do batom de cor "Fátima", que contém cera de abelha, todas as outras cores são veganas segundo o SAC. Podem ser comprados no site da Ametsa.


HERBIA


 (Lohasstore/Divulgação)
                                                                    
A Herbia produz cosméticos orgânicos e totalmente veganos. Recentemente foram lançados batons com acabamento matte e máscara de cílios. 

Podem ser encontrados na loja virtual Lohas Store.

terça-feira, 21 de março de 2017

Resposta do SAC | Colorações da Keune


Enviei um e-mail à Keune Internacional questionando a política de testes em animais e se vendiam na China atualmente. Responderam que não vendem na China e não realizam testes em animais, bem como seus fornecedores. Além disso, informaram que a linha "So Pure" era totalmente vegana com a exceção de um produto (coloração 3000), conforme e-mail abaixo. E caso eu quisesse saber se um produto específico era vegano, bastava perguntar: 


"Dear Eliana,

Thank you for your email.

We do not test our products on animals nor do we sell our products to China. Attached a statement.

The 'Keune So Pure Natural Balance' product line is vegan-friendly.

In the remaining Keune product lines several vegan-friendly products are available.
Unfortunately we don't have a single overview with all Vegan-friendly products.
There are two ways to get further informed on the ingredients used in our products:

1. Together with the cosmetic product a declaration of the used ingredients is presented on the packaging. These ingredients are listed by their INCI names (International Nomenclature Cosmetic Ingredient). This way you are able to check for yourself, which materials were used in the product.

2. Or please inform us on what type of product you are interested in? And we will perform a specific search for you.

Hope this information will help you further on. Please let us know in case of additional questions or requests."





Perguntei sobre as tintas da Keune, quais eram adequadas para veganos. Segue a resposta:





"Dear Eliana,

Thank you for your email.

Semi Color (24xxx); Keune Color Man all shades (1600x) are vegan-friendly.


Tinta Color all shades (26xxx) are not vegan friendly (including the Tinta Color Ultimate Blonde range). This range contains a natural silk protein.


The 'Keune So Pure Color' product line (28xxx) is vegan-friendly with one exception.

After the date of 16 Jul 2015 we have introduced a new product within the So Pure Color range.

This concerns the So Pure Color no. 3000 (28030). This product contains Beeswax and is not vegan-friendly.

Magic Blonde (16423) is not vegan friendly, because it contains Serica (Silk Powder).

Cream Bleach (16424) is vegan-friendly.

So Pure Color Blonde Lift Powder (23351) is also vegan-friendly.


Please be aware that the above answers are based on our current portfolio.
In practice their might be still products present in the market, which are no longer part of our portfolio, have been reformulated over time, or new products might be launched after this date.
The INCI declaration on the packaging gives you the opportunity to double check which ingredients were used.
Hopefully the above answers will help you further on.

Please feel free to contact us again for additional questions or comments."




Algumas das colorações contém proteína da seda e cera de abelha (destacado em vermelho acima). Conforme a resposta do SAC, essas colorações não possuem ingredientes de origem animal:



Minha experiência com o DIU de cobre


Após decidir parar de tomar pílula anticoncepcional há uns 9 meses, resolvi colocar o DIU de cobre porque eu não quero ter filhos e tenho parceiro fixo. Apesar da minha própria ginecologista usar o DIU de cobre, ela me disse que a aceitação com o Mirena é maior, já que depois de um tempo a menstruação diminui significativamente e pode até suspender - enquanto o de cobre pode aumentar bastante as cólicas e o fluxo menstrual. Escolhi o de cobre porque o Mirena possui uma pequena quantidade de hormônios (que são liberados aos poucos) e eu queria me livrar de qualquer ação que esses hormônios pudessem causar no meu corpo, já que passei mais de 15 anos tomando pílula. A minha dermatologista também me indicou não colocar o Mirena porque havia mais chances de aumentar a acne em quem já tem predisposição.

Antes de colocar o DIU

É necessário fazer uma medição do tamanho do útero para se certificar que o DIU vai se alojar direitinho. Eu marquei um exame de ultrassom para medir e foi super tranquilo. O resultado do exame acusou que eu estava apta para colocar qualquer DIU, Mirena ou o de cobre. 

No dia da inserção do DIU  

Colocar o DIU de cobre foi uma experiência extremamente dolorosa e eu arrependo de não ter tomado algum analgésico antes. Foi uma dor tão grande na hora, que eu quase chorei (haha) e suei muito de aflição! Imagine uma pontada no útero, como se fosse uma cólica multiplicada por 100. Pelo menos o desconforto é só na hora e depois só senti cólica forte, mas suportável nos 3 primeiros dias. Nem todo mundo sente essa dor, mas comigo foi um pouco traumático.

Após 1 semana 

Na primeira semana eu senti uma dorzinha chata e tive vontade de ficar na cama até tomar um analgésico (tomei Buscopan e Ponstan que ajudaram a melhorar). Deu uma sensação de que o DIU não estava no lugar certo. Ocorreram alguns corrimentos chatos também.

Após 1 mês

Fiz mais um exame de ultrassom para verificar se ele estava bem localizado e se não tinha se deslocado. Felizmente estava no lugar certo. 

As cólicas durante a menstruação foram muito fortes e o fluxo menstrual parecia uma cachoeira/tsunami. Depois que eu parei com a pílula em junho, passei alguns meses antes de colocar o DIU (outubro) e percebi que esse tipo de cólica era muito maior do que eu normalmente tinha. O fluxo também estava bem maior. Isso já era esperado devido ao efeito de inflamação que o DIU de cobre causa no útero, mas eu não tinha noção de que seria tão forte e durasse tanto tempo.

Após 4-5 meses

Fui na minha médica reclamar das cólicas e do fluxo menstrual que estavam me incomodando muito durante a menstruação. O meu período era de 28 dias e caiu para 25 dias. Ela disse que era assim mesmo e que seria assim até eu retirar o DIU. Me indicou Ponstan (Ácido Mefenâmico) para aliviar a dor - e ele realmente alivia, mas tenho intercalado com chás de gengibre e camomila.

Fora do período menstrual, não sinto dor nem cólica. Eu também não sinto dor ou incômodo durante a relação sexual.

A minha pele deu uma leve melhorada após os 9 meses que deixei de tomar pílula - está menos oleosa que antes e raramente tenho espinhas.

Minha opinião até agora

No geral, não gosto da ideia de tomar comprimidos de Ponstan todo mês para não sentir dor e ter fluxo menstrual aumentado. Como esse aumento pode desencadear em anemia, ainda estou tomando suplemento de ferro para evitar - o que pra mim é muito melhor que tomar pílula todos os dias, diga-se.

No final das contas, eu acredito que o mais importante é a nossa qualidade de vida. Se ela não está boa durante esses dias (não aguentar ir na academia, caminhar, trabalhar, ter que trocar o coletor toda hora etc) talvez não compense. É claro que tem gente que se adapta perfeitamente ao DIU, mas é preciso pesar esses inconvenientes, já que cada um reage de uma maneira diferente. 

Obs: Quem não possui plano de saúde, o SUS oferece o DIU gratuitamente e talvez valha a pena tentar e retirar caso não se adapte.

Como método anticoncepcional, a eficácia é bem alta (>99%) e por isso ainda darei mais chances ao DIU de cobre. Pretendo testar chás de ervas diferentes para ver quais eu me adapto melhor. Alguém tem alguma sugestão de chás? Deixem nos comentários, por favor!



Para saber mais sobre o DIU, recomendo o link: 

http://www.brasil.gov.br/saude/2015/04/conheca-mais-sobre-os-metodos-contraceptivos-distribuidos-gratuitamente-no-sus