Mostrando postagens com marcador Alva. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Alva. Mostrar todas as postagens

domingo, 10 de abril de 2016

Resenha | Batom vegano e orgânico da Alva


A Alva lançou há alguns meses 2 cores de batons de edição limitada. Eles possuem a embalagem em bambu e o preço é abaixo dos batons das linhas permanentes. Os batons contam com a composição totalmente vegana e mais natural, certificação de orgânico da Ecocert e são adequados à maioria dos alérgicos a maquiagem.


O batom que eu recebi é o "Sedução", um cor de boca vermelhinho, com acabamento "lustre", que é semi-transparente. A cor não é muito intensa, mas os lábios ficam bem hidratados, é fácil de usar e confortável na boca. É ideal para quem gosta de batons mais naturais e discretos. Mesmo tendo o acabamento lustroso, eles não são melequentos. Eu tenho usado muito no dia a dia.


Na composição tem vários óleos e manteigas vegetais, fazendo com que o batom seja muito hidratante. Mas assim como todo batom hidratante com acabamento lustroso, a duração não é das melhores. A cor sai aos poucos e dura, na melhor das hipóteses, cerca de 3 horas depois de aplicado e sem comer ou beber. Por outro lado, não deixa a boca manchada nem aquelas marcas ao redor dos lábios como alguns batons normalmente deixam.



O cheiro dele poderia ser melhor. Possui uma fragrância natural discreta (similar aos outros produtos da Alva), mas não muito agradável na minha opinião. O bom é que depois de aplicar, eu quase não sinto mais.


O batom pode ser encontrado em algumas lojas de cosméticos veganos/naturais ou na loja virtual da Alva por cerca de R$66,00.


Produto enviado pela assessoria da marca para considerações no blog. A resenha é 100% sincera e reflete as minha experiências.

quinta-feira, 17 de março de 2016

Resenha | Duo de sombras matte da Alva


A Alva é uma marca alemã da qual já falei várias vezes no passado ( veja aqui ) . A empresa tem o foco na qualidade dos ingredientes utilizados nas formulações, sendo estes naturais, orgânicos certificados pela Ecocert e evitam o uso de ingredientes que possam causar alergias em peles mais sensíveis. A linha de maquiagem é completamente vegana.


O duo de sombras na cor "Olive" faz parte da coleção matte, junto com outra paletinha de sombras opacas, a "Brown" (swatches nesse post), três batons com acabamento matte e 2 pós compactos baked sem brilho. As embalagens dessa linha são produzidas com materiais mais sustentáveis e ao mesmo tempo resistentes,.


Ao fazer o swatch, a primeira impressão é de que as cores são pigmentadas e não esfarelam. A textura é aveludada e fácil de aplicar e esfumar no côncavo. Aliás, sombras com acabamento matte são geralmente mais difíceis de trabalhar, principalmente quando não possuem boa qualidade.



 As cores possuem subtons frios, tendendo para o acinzentado. Achei que elas são a cara do outono!

sem flash

Para essa maquiagem super simples, usei o verde claro na pálpebra e um marrom terroso no côncavo esfumado com o verde escuro. Concentrei também o verde escuro no cantinho externo.

com flash

Essas sombras são bastante versáveis e podem ser usadas tanto em uma maquiagem mais básica, como em variações mais trabalhadas e com brilho. Para essa abaixo, usei um pigmento verde-água-sereia por cima da maquiagem feita acima:


A duração delas é excelente nas minhas pálpebras oleosas, mas eu sempre uso um primer de olhos ou um corretivo sequinho, não só para esse tipo de sombra, mas com todas.


Composição (INCI): Zea Mays Starch, Squalane, Zinc Stearate, Tocopherol, Glyceryl Caprylate, Butyrospemum Parkii Butter, Prunus Armeniaca Kernel Oil, Silica, Persea Gratissima Oil, Pongamia Glabra Seed Oil, Macadamia Ternifolia Seed Oil, Yeast Polysaccharides, Cl 77891, CI 77491, Cl 77492, Cl 77499, Cl 77007, Cl 77742, CI 77288, Cl 77510. Quantidade: 4g

O preço do duo é R$107,90 na loja virtual da Alva. Infelizmente é bem salgado, mas está na faixa de preços das sombras importadas. Ela possui formulação orgânica, limpa e a qualidade não deixa a desejar.



Produto enviado pela assessoria da empresa. As opiniões no post são 100% sinceras e refletem as minhas experiências.

terça-feira, 10 de novembro de 2015

Resenha | Duo de sombras Smoky Black da Alva


Aproveitei que uma loja aqui em BH colocou as maquiagens da Alva em promoção há mais tempo e comprei este duo de sombras na cor "Smoky Black". Eu já fiz a resenha do duo na cor "Gold" e já amava a pigmentação e o brilho das sombras, que embora sejam cintilantes, não possuem partículas de brilho.

Eu considero esses duos de sombras extremamente pigmentados e fáceis de usar. Acredito que quem não tem muita habilidade em se maquiar, não terá muita dificuldade para conseguir esfumar as sombras e conseguir fazer uma maquiagem legal com elas.

A textura das sombras é muito macia, quase cremosa e muito parecida com a textura das sombras da Urban Decay. Já quando à duração, recomendo o uso de um primer.

A paletinha é pequena, mas para ser levada na bolsa/necessaire eu recomendaria colocar em um compartimento protegido. Primeiro porque as sombras podem quebrar com o impacto e também eu não acho o plástico muito resistente.



Cores: chumbo/grafite e branco cintilante

Para fazer essa maquiagem, usei a cor branca no canto interno até o meio da pálpebra e a cor grafite no canto externo, mesclando as duas cores. Fiz o mesmo na linha dos cílios inferiores. Esfumei com uma sombra marrom opaca no côncavo. Finalizei com lápis preto e máscara. Demorei menos de 5 minutos para fazer isso porque as sombras são super fáceis de pigmentar e esfumar. Esforço quase zero!




Para essa, usei a sombra grafite concentrada em toda a pálpebra e a branca no cantinho interno. Finalizei com delineador, lápis preto e máscara:


Geralmente essas cores são bem comuns e podem não ser interessantes para quem já tem bastante maquiagem, principalmente porque esses duos de sombras são caros. No entanto, quem é iniciante e busca por maquiagens veganas, naturais, orgânicas e hipoalergênicas de qualidade, acho que pode valer a pena investir. E se encontrar na promoção, compensa também!





Ingredientes: Mica, Zea Mays (Corn) Starch, Octyldodecyl Stearoyl Stearate, Zinc Stearate, Dehydroacetic Acid (And) Benzyl Alcohol, Ricinus Communis (Castor) Seed Oil, Yeast Polysaccharide, Chamomilla Recutita (Matricaria) Extract, Vitis Vinifera (Grape), Triticum Vulgare (Wheat) Germ Oil, Camelina Sativa Seed Oil, Macadamia Ternifolia Seed Oil, Oenothera Biennis (Evening Primrose) Oil, Beta Vulgaris (Beet) Root Extract. May Contain: Beetroot, CI 77891, CI 77491, CI 77492, CI 77499

Preço:

R$80 na loja oficial da Alva Brasil ou

12 libras na loja virtual da Alva na Inglaterra (entrega no Brasil e se deixar um review no site, ganha 15% de desconto!
http://www.alvanaturalskincare.co.uk/eyes/196-creamy-collection-duo-eye-shadow-c3-smoky-black-3g-4013640087177.html)


sábado, 27 de dezembro de 2014

Creme Sensitive 24 horas da Alva


Muitas pessoas me pedem dicas de cremes anti-idade veganos, mas como não tenho muita experiência com esse tipo de produto, nunca soube como funcionavam na pele. Já tinha usado vitamina C e um creme noturno da Weleda, os quais eu considerava ok até então. No entanto, daqui a 3 meses eu faço 30 anos (*Screaming emoji*) e achei que essa era uma boa idade para começar a usar cremes mais potentes para prevenir linhas de expressão e recuperar os estragos na pele causados pelas noites mal dormidas e anos de exposição ao sol sem protetor solar.

O creme de hidratação 24 horas da linha Sensitive da Alva contém como ativos o Ácido Hialurônico, o Beta-Glucan e a Vitamina E. Esses ativos são antioxidantes potentes, cheios de benefícios para a pele, principalmente as sensíveis com tendência a irritação e rosácea. Esses oxidantes são os responsáveis por proteger a pele contra os radicais livres que causam rugas, conforme as referências científicas dos links. Além disso, há óleos vegetais de açaí, argan, babaçu e semente de uva. Eles também possuem propriedades antioxidantes e retém a hidratação da pele por mais tempo. Os ingredientes são 100% naturais e 13% deles são orgânicos certificados pela Ecocert.

Composição (INCI): Aqua, Isoamyl Laurate, Argania Spinosa Kernel Oil*, Vitis Vinifera Seed Oil*, Orbignya Oleifera Seed Oil*, Glyceryl Stearate Citrate, Cetearyl Alcohol, Euterpe Oleracea Fruit Oil*, Yeast Polysaccharide, Tocopherol, Sodium Hyaluronate, Galactoarabinan, Glyceryl Caprylate, Citric Acid, Xanthan Gum, Parfum, Sodium Phytate.

Todos os produtos da Alva possuem os selinhos de que não testa em animais e a linha Sensitive da Alva é totalmente vegana, isenta de ingredientes de origem animal.


O cheiro desse creme é extremamente agradável, mas bem fraquinho. 

A textura é cremosa, leve e fácil de espalhar. Uso só um pouquinho na pontinha da espátula e já é o suficiente para o rosto todo e pescoço. Vem 50 g de produto e rende bastante. A embalagem é super bonita!


O creme 24 horas é rapidamente absorvido pela pele e não deixa a sensação de pele oleosa ou pegajosa.

Depois de algum tempo de uso, aplicando antes de dormir e às vezes depois de acordar, percebo que a minha pele está mais hidratada, mais saudável e com acabamento acetinado. As "casquinhas" de ressecamento ao redor do queixo simplesmente sumiram!

Ao acordar, percebo que a minha pele está um pouco mais oleosa na zona T (tenho pele mista/oleosa na zona T), mas não obstrui meus poros. Mesmo assim, evito passar o creme na região do nariz e concentro na região dos olhos e ao redor da boca. Noto também um aspecto mais uniforme no restante do rosto, uma leve sensação de clareamento e uma pele mais esticadinha. 

Em peles secas e maduras, recomenda-se também o uso do óleo anti-estresse da Alva, que é um concentrado de óleos de Argan, Amêndoas, Açaí e Sea Buckthorn. Em peles jovens e mais oleosas, há a opção do Hydrogel, que é um sérum de hidratação em gel mais levinho.

Ele não é muito barato, mas comparando com outros produtos antienvelhecimento, acho o preço justo, tendo em vista que se trata de um produto orgânico e importado, cheio de ativos potentes que são comprovadamente eficazes. Bastam 5 minutos na Sephora para perceber que cremes anti-idades em geral custam muito mais caros e a maioria, infelizmente, são de marcas que testam em animais. Portanto, quem procura por um creme vegano de ótima qualidade para peles ressecadas, maduras e para evitar o envelhecimento precoce, vale a pena experimentar esse creme.

A loja Men's Market enviou o creme para teste. Quem se interessar, na loja virtual Men's Market o creme de hidratação facial 24 horas custa R$159,90 com frete grátis para todo o Brasil, pode ser dividido em 5x sem juros e a primeira compra no site tem desconto de 10 reais. A loja é confiável e o atendimento pós venda é super tranquilo.



quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Resenha | Desodorante Cristal da Alva


Há pouco mais de um ano eu fiz a resenha aqui no blog de um desodorante de cristal da marca Crystal Fresh. Usei ele diariamente e às vezes até chegava a usar 2 vezes por dia. O cristal ainda nem chegou na metade! Acredito que ele alcança facilmente a duração de 2 anos.

Naquela época era mais difícil encontrar esse tipo de desodorante e hoje a marca não é mais revendida aqui no Brasil - acho que o revendedor desistiu de trazer - mas atualmente há algumas marcas importadas que podem ser encontradas facilmente aqui no Brasil. Uma delas é a Alva.

Estou usando esse desodorante da Alva há mais de 1 mês e ele é muito parecido com o que eu já usava. A diferença é que ele é composto por alúmen de amônio e o outro era de alúmen de potássio. Ambos são um sal (íon de um metal + íon de um ametal). Algumas pessoas me perguntaram se tem alguma diferença, mas eu não percebi nenhuma. Ambos são eficazes, hipoalergênicos, não contém perfume, não deixam manchas nas roupas, não deixam resíduos nas axilas, não irrita a pele, não possui álcool, parabenos, não é testado em animais e não contém ingredientes de origem animal. 

Para usar basta umedecer a pedra com água (ou com hidrolato se preferir) e aplicar diretamente nas axilas limpas. A melhor hora é após o banho, quando a pele está úmida e limpa. É necessário que o cristal seja molhado para que ele dissolva o sal na pele.


Quando o cristal é molhado, ele dissolve e forma um filme antibacteriano na pele e pode durar até 24 horas.

A pedra de alúmen também pode ser usada para estancar pequenas feridas e acelerar o processo de cicatrização. Algumas pessoas usam em espinhas, mas apesar de observar que elas realmente secam mais rapidamente, eu achei que resseca muito a pele ao redor da espinha. Alguns homens também usam após fazer a barba.

Peso: 90g

Na minha opinião, o desodorante de alúmen é uma alternativa vegana muito mais econômica e ecológica que os desodorantes convencionais. Para exemplificar esse fato, fiz uma conta. 

Imagine que você gaste 1 desodorante por mês e esse desodorante custe 10 reais. Multiplicando por 12, em 1 ano, se gasta 120 reais e em 2 anos, R$240! Além disso, a cada desodorante convencional comprado, é uma embalagem a mais. Dessa forma, economiza-se aproximadamente 150 reais em 2 anos e deixa-se de descartar 23 embalagens plásticas (ou metálicas).

Preço do desodorante de cristal: R$ 89,90
1 desodorante por mês = R$10
12 desodorantes por ano = R$120
24 desodorantes em 2 anos = R$240

Economia: 240 - 90 = R$150

Ele pode ser comprado na loja Mens Market.

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Shower gel masculino da Alva

Hoje a resenha é destinada aos homens. Achei interessante postar aqui, já que vários veganos me perguntam sobre cosméticos veganos masculinos.

Recebi esse shower gel da Alva da loja online Men's Market para que o meu namorado pudesse testar e resenhar aqui no blog. Ele já foi cobaia antes por aqui, lembram? haha

A loja possui uma enorme variedade de produtos cosméticos masculinos, como ceras, pomadas, shampoos, pós barba etc. Nem todos os produtos são veganos, mas tem bastante coisa vegana unissex das marcas: Alva, Granado, Paul Mitchell, Est, C. Kamura, Charming e Keune (a linha So Pure é vegana). A L'anza, que também é vendida na loja, não testa em animais, mas o SAC da marca não soube me responder sobre os ingredientes serem ou não veganos.


A primeira coisa que me chamou a atenção nesse produto foi o cheiro maravilhoso de perfume masculino! Delícia!! Por ser da Alva, já imaginava que ia ter aquele cheiro mais natural, de produto orgânico e tal (não que eu não goste, mas este simplesmente me surpreendeu!). Ele possui um perfume cítrico masculino na composição que eu adorei. Lembrei demais daqueles kits de presentes que tem o perfume e o shower gel da mesma linha e fragrância (Azzaro Chrome feelings). Se a Alva lançasse um perfume com essa fragrância, certamente eu iria comprar pro Fernando! #bofecheiroso


Pela composição é possível notar que não possui ingredientes que irritam a pele e o couro cabeludo, como sulfato. Possui proteína do trigo e alantoína que hidratam, além de menthol, que refresca.

O Fernando está usando e amando! Ele usou tanto no corpo como no cabelo e achou que não ressecou o cabelo (e olha que ele tem o cabelo comprido). No corpo, tem sensação refrescante, um pouquinho rende bastante, faz espuma e o perfume permanece por algumas horas sem parecer invasivo. Ele já usou o shower gel masculino da Surya da linha "Sapien" e não gostava do cheiro (nem eu!).

O ponto alto é mesmo o perfume maravilhoso. Apesar do preço não ser dos mais convidativos por ser um produto importado, acredito que ele pode ser usado nos finais de semana, em festas e ocasiões especiais.

Na minha opinião, é uma ótima opção de presente para o pai, namorado etc. Vi que além desse shower gel, a Alva também tem uma linha masculina completa de pós barba, shampoo anti-queda, desodorante, gel de barbear, hidratante facial etc.

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Produtos que eu não compraria de novo


Às vezes eu sinto que alguns produtos não valeram a pena o investimento. É tão chato jogar dinheiro fora que eu resolvi mostrar aqui alguns produtos que eu não gostei e não compraria novamente. Talvez ajude quem esteja com dúvida em comprar. E é importante dizer que eles não deram certo comigo (seja pela cor errada, pela ineficácia, pelo cheiro etc), mas podem dar certo com outra pessoa. De qualquer forma eu vou dizer os motivos de não terem dado certo e explicar com argumentos do porquê de não querer comprá-los novamente. Não tenho absolutamente nada contra as marcas, apenas não gostei dos produtos em específico.



1. Gel esfoliante orgânico da Cativa Natureza
Eu não sei porque ainda compro esfoliantes, já que é possível encontrar os melhores esfoliantes na nossa cozinha (café, aveia, fubá, açúcar etc).
Esse esfoliante da Cativa é vegano e possui a formulação muito rica, composta por ingredientes naturais e orgânicos, mas os grânulos são muito fininhos e não fazem um trabalho eficaz em esfoliar bem a pele do rosto. Não sinto que ele remove as células mortas nem os pontos pretos. Além disso, eu acho que ele sensibiliza demais a minha pele, de forma a deixá-la toda vermelha e ardendo. Enfim, se você busca um esfoliante facial para ativar a circulação do rosto, experimente usar o fubá ou a aveia no rosto com movimentos circulares. Para remover células mortas e pontos pretos, faça máscara de argila verde que é mais eficaz que esfoliantes comerciais.

2. Primer de olhos na cor champagne da Elf
Quando comprei esse primer, achei que fosse ser um primer de olhos com a proposta similar ao primer potion da Urban Decay na cor "Sin". Mas não! Ele possui partículas de brilho enormes, tão grandes que qualquer sombra aplicada em cima não faz essas partículas sumirem. A não ser que você queira esse efeito nada discreto de sombra disco ball de criança de 12 anos, eu não acho que ele seja um primer que valorize a pálpebra ou a sombra. Ainda bem que só custou 1 dólar!
Obs: o primer mineral da Elf, por outro lado, possui pigmentação clarinha opaca e é um dos meus preferidos.

3. Máscara incolor para cílios e sobrancelhas da Elf
Esse rímel incolor não faz absolutamente nada com os meus cílios, não define, não curva, não hidrata... ou seja, pra mim é inútil. Já o gel para sobrancelhas pareceu que eu passei gel de cabelo. Elas ficaram durinhas (e não arrumadas como deveriam) e no final do dia eu fiquei com pelotinhas de gel. Tipo: grotesco! Mais uma vez, ainda bem que custou super baratinho.

4. Corretivo em creme da Alverde
Pra começar, ele possui fragrância e ela me incomodou bastante. Além disso, a cor é nada a ver pra mim, super acinzentado! A cobertura não é das melhores. E para fechar com chave de ouro, ele é não é sequinho e deixa a pele com aparência bastante oleosa.

5. Base na cor 2 medium da Alva
Quando comprei a base e comecei a usar com certa frequência, eu gostei muito dela e até fiz resenha aqui no blog. Ela tem ingredientes ótimos, não obstruiu meus poros, não causou espinhas e tem cobertura levinha. No entanto, agora que estou mais clara, a cor dela fica muito rosada pra mim e não dá nem para disfarçar. Além disso, ela não segura a oleosidade nem no frio. A cor número 1 é o oposto: muito amarelada! Se estiver pensando em comprá-la, recomendo testar a cor na pele do rosto antes para não se arrepender.

6. Primer facial HD da NYX
A não ser que você seja muito branca ou queira fazer maquiagem artística com a cara toda branca, esse primer não é ideal para ser usado em pessoas com a cor de pele bege, morena ou negra. Ele deixa a pele branca azulada e nem a base por cima consegue disfarçar. Além disso, como função de primer, ele não controla a oleosidade, não disfarça os poros nem prolonga a maquiagem. Tem o cheiro bem estranho também. Eu não tirei fotos com ele, por isso não sei dizer se fotografa bem como anunciado.

7. Gel facial guaraná, mate e levedura da Multivegetal
Não sei dizer se tive alguma reação alérgica com determinado ingrediente, mas toda vez que eu uso esse gel, fico com o rosto ardendo e o nariz coçando por muitos minutos e depois alivia. Já usei o óleo essencial de menta com óleo vegetal no rosto e sei que não é ele quem causa essa sensação. Tive a mesma reação com o gel esfoliante para peles oleosas da marca e também não me adaptei. Sinto a pele bem sequinha após usá-lo e o cheiro de ervas com menta não é ruim. Mas essa sensação de ardência inicial é tão desagradável para mim, que não valeu a pena e eu tenho até medo de usar.

8. Loção de tea tree para controle de oleosidade da Desert Essence
Esse hidratante facial tem a fórmula tão rica em óleos vegetais, óleos essenciais e ingredientes nutritivos, preço tão em conta, que eu não me conformo de não ter me adaptado a ele. Eu tenho uma reação alérgica cada vez que uso, fico com a pele do rosto toda ardendo e queimando durante alguns minutos. É desesperador! É muito mais forte que o da Multivegetal. Fico parecendo um pimentão e isso não é nada agradável. haha Ah, e ele não segura a oleosidade por muito tempo.

9. Shampoo para cabelos loiros da Éh
Eu comprei esse shampoo há bastante tempo e já foi promovido a shampoo de lavar pincéis. Na época a empresa alegava que os produtos eram veganos, mas hoje não são mais. Ele é indicado para cabelos loiros e tudo o que ele fez foi ressecar e fazer meu cabelo virar uma palha. Não achei que ele desamarela ou realça a cor.

10. Máscara de Buriti Amazônia Preciosa da Surya
Como disse nessa resenha, essa máscara infelizmente não cumpre o que promete, que é reparar e hidratar cabelos tingidos. Ela não é emoliente o suficiente também e a forma de aplicação não é amigável.

11. Dekap Color da Yamá
Esse produto deveria receber o prêmio gambá. O cheiro é horrível! É o pior de todos os cheiros do mundo!! haha! Ele desbota a cor do cabelo tingido até que bem, mas aguentar esse cheiro no cabelo depois de seco e depois até de 3 lavagens é dureza. Eu usei tudo quanto é perfume e óleo essencial no cabelo e o cheiro de esgoto/chorume/ovo podre não sai. Pelo menos ele te encoraja a não tingir o cabelo sem antes pensar umas 35 vezes.


sábado, 7 de dezembro de 2013

Make de Natal - Tutorial

Natal sempre me faz lembrar das cores vermelho, vinho e dourado. Inspirada nessas cores, fiz uma make mais elaborada pensando em ser usada numa festa natalina. Eu amei esse pigmento bordô!




Primeiro aplico primer. Depois aplico uma sombra beige ou marrom cor de pele parar ajudar a esfumar.


Com um pincel pequeno aplico um pigmento dourado no cantinho interno dos olhos.


Umedeço o pincel e misturo o pigmento bordô na mão, fazendo uma "laminha". Aplico em toda a pálpebra.


Esfumo com uma sombra marrom opaca no côncavo e aplico uma sombra preta opaca no "vezinho" externo.


Aplico a sombra bordô na linha dos cílios inferiores e por cima o pigmento dourado até metade da linha.


Aplico levemente o pigmento dourado do canto interno até 1/3 da pálpebra por cima do pigmento bordô e sombra beige abaixo da sobrancelha. Depois limpo com corretivo a área embaixo do olho.


Máscara de cílios, lápis preto e pronto:




Olhos
- Primer - The All Natural Face
- Pigmento bordô Alva - Sumptuous Grape
- Mica Coastal Scents - Callista (Vintage Charm)
- Sombra marrom e beige opaca NYX - paleta Versus
- Sombra preta Sugarpill - Bulletproof
- Lápis Alva - Kajal Black
- Mascara Elf - Mineral Infused

Rosto
- Primer Bioart
- Corretivo NYX - Full Coverage 4 Beige
- Base Lucy Minerals - Creamy Bisque
- Blush Elf - Peach Keen
- Bronzer Silk Naturals - Malibu

Boca 
Gloss Silk Naturals - Cultured

Pincéis
EcoTools
Bdellium (verde)
Urban Decay

terça-feira, 23 de julho de 2013

Makes Genéricas ("Dupes")

Tava fuçando minhas maquiagens e percebi o tanto de cor repetida que eu tenho. A gente compra pela internet e depois que chega vê que já tinha outra muito similar.

As maquiagens que eu vou mostrar não são 100% iguais, mas são muito parecidas e o investimento é bem mais baixo.

Acho que esse post vai ser parte 1, já que tenho mais um tanto de coisa parecida e deixarei pra mostrar posteriormente. Vale lembrar que nem todas as marcas citadas são veganas (nem a MAC, nem a YSL são cruelty free). Os produtos genéricos apresentados aqui são veganos.


1. Batom MAC Girl About Town x Silk Naturals Show Stopper
As cores são 95% parecidas e o acabamento do Show Stopper é um pouco mais fino e menos matte. Custa menos de US$5



2. Sombra Urban Decay Sin x Wet n Wild Walking on Eggshells
A semelhança é de 99%! A diferença é muito sutil. Essa sombra da Wet n Wild vem no trio com mais 2, que são próximas da "Virgin" e "Smog" da UD, mas não chegam a ser dupes. O trio custa menos de US$5



3. Batom YSL Rouge Pur Couture Nº1 x Wet n Wild Stoplight Red
As cores são 90% parecidas, mas a pigmentação do Stoplight Red é um pouco menor. Custa US$4



4. Blush MAC Warm Soul x E.l.f. Peachy Keen
Diria que a semelhança é de 90%. O da Elf é mais claro e tem um pouco mais de brilho, mas na bochecha a diferença é sutil. Custa US$5



5. Lápis Urban Decay Underground x Alva Kajal Marrom 2
As cores não são tão parecidas assim, mas achei a comparação válida. Ambos possuem acabamento metálico, mas o da Alva tem um subtom azul. Vale lembrar que apesar de a duração do lápis da UD ser impressionante, o da Alva tem ótima duração, com a diferença de ser mais macio. Custa R$40.



6. Sombra MAC Blue Brown x The Body Needs Azul Marrom
O pigmento Blue Brown é mais pigmentado, já que é um pigmento. No entanto a sombra mineral Azul Marrom tem a cor super semelhante. Custa menos de US$5




quinta-feira, 11 de julho de 2013

Maquiagem Rock/Gótica Glam

Para essa make com pegada mais gótica, ao invés de optar por um olho preto, fiz um mega delineado e sombra cinza opaca. O batom vinho é a chave para o aspecto rock/gótico sendo que a intensidade do tom pode ser dosada de acordo com a preferência. Por não ser tão carregada, acho essa maquiagem muito usável.






Produtos utilizados:

Rosto
Base Creamy Bisque da Lucy Minerals + óleo de jojoba
Pó Medium da Alva 
Contour Kit - Light da Sleek

Olhos
Primer da The All Natural Face
Pigmento Green Equinox cor No Doubt da Alva
Sombra mineral Thunderstorm da Cheeky
Lápis preto da Alva
Delineador preto Yes
Cílios nº 5 da Nonpareil Boutique/Cola Duo
Sombra iluminadora do Contour Kit da Sleek
Máscara de Cílios Mineral Infused da Elf

Boca
Batom Cherry Bomb da Wet n Wild