terça-feira, 21 de março de 2017

Resposta do SAC | Colorações da Keune


Enviei um e-mail à Keune Internacional questionando a política de testes em animais e se vendiam na China atualmente. Responderam que não vendem na China e não realizam testes em animais, bem como seus fornecedores. Além disso, informaram que a linha "So Pure" era totalmente vegana com a exceção de um produto (coloração 3000), conforme e-mail abaixo. E caso eu quisesse saber se um produto específico era vegano, bastava perguntar: 


"Dear Eliana,

Thank you for your email.

We do not test our products on animals nor do we sell our products to China. Attached a statement.

The 'Keune So Pure Natural Balance' product line is vegan-friendly.

In the remaining Keune product lines several vegan-friendly products are available.
Unfortunately we don't have a single overview with all Vegan-friendly products.
There are two ways to get further informed on the ingredients used in our products:

1. Together with the cosmetic product a declaration of the used ingredients is presented on the packaging. These ingredients are listed by their INCI names (International Nomenclature Cosmetic Ingredient). This way you are able to check for yourself, which materials were used in the product.

2. Or please inform us on what type of product you are interested in? And we will perform a specific search for you.

Hope this information will help you further on. Please let us know in case of additional questions or requests."





Perguntei sobre as tintas da Keune, quais eram adequadas para veganos. Segue a resposta:





"Dear Eliana,

Thank you for your email.

Semi Color (24xxx); Keune Color Man all shades (1600x) are vegan-friendly.


Tinta Color all shades (26xxx) are not vegan friendly (including the Tinta Color Ultimate Blonde range). This range contains a natural silk protein.


The 'Keune So Pure Color' product line (28xxx) is vegan-friendly with one exception.

After the date of 16 Jul 2015 we have introduced a new product within the So Pure Color range.

This concerns the So Pure Color no. 3000 (28030). This product contains Beeswax and is not vegan-friendly.

Magic Blonde (16423) is not vegan friendly, because it contains Serica (Silk Powder).

Cream Bleach (16424) is vegan-friendly.

So Pure Color Blonde Lift Powder (23351) is also vegan-friendly.


Please be aware that the above answers are based on our current portfolio.
In practice their might be still products present in the market, which are no longer part of our portfolio, have been reformulated over time, or new products might be launched after this date.
The INCI declaration on the packaging gives you the opportunity to double check which ingredients were used.
Hopefully the above answers will help you further on.

Please feel free to contact us again for additional questions or comments."




Algumas das colorações contém proteína da seda e cera de abelha (destacado em vermelho acima). Conforme a resposta do SAC, essas colorações não possuem ingredientes de origem animal:



Minha experiência com o DIU de cobre


Após decidir parar de tomar pílula anticoncepcional há uns 9 meses, resolvi colocar o DIU de cobre porque eu não quero ter filhos e tenho parceiro fixo. Apesar da minha própria ginecologista usar o DIU de cobre, ela me disse que a aceitação com o Mirena é maior, já que depois de um tempo a menstruação diminui significativamente e pode até suspender - enquanto o de cobre pode aumentar bastante as cólicas e o fluxo menstrual. Escolhi o de cobre porque o Mirena possui uma pequena quantidade de hormônios (que são liberados aos poucos) e eu queria me livrar de qualquer ação que esses hormônios pudessem causar no meu corpo, já que passei mais de 15 anos tomando pílula. A minha dermatologista também me indicou não colocar o Mirena porque havia mais chances de aumentar a acne em quem já tem predisposição.

Antes de colocar o DIU

É necessário fazer uma medição do tamanho do útero para se certificar que o DIU vai se alojar direitinho. Eu marquei um exame de ultrassom para medir e foi super tranquilo. O resultado do exame acusou que eu estava apta para colocar qualquer DIU, Mirena ou o de cobre. 

No dia da inserção do DIU  

Colocar o DIU de cobre foi uma experiência extremamente dolorosa e eu arrependo de não ter tomado algum analgésico antes. Foi uma dor tão grande na hora, que eu quase chorei (haha) e suei muito de aflição! Imagine uma pontada no útero, como se fosse uma cólica multiplicada por 100. Pelo menos o desconforto é só na hora e depois só senti cólica forte, mas suportável nos 3 primeiros dias. Nem todo mundo sente essa dor, mas comigo foi um pouco traumático.

Após 1 semana 

Na primeira semana eu senti uma dorzinha chata e tive vontade de ficar na cama até tomar um analgésico (tomei Buscopan e Ponstan que ajudaram a melhorar). Deu uma sensação de que o DIU não estava no lugar certo. Ocorreram alguns corrimentos chatos também.

Após 1 mês

Fiz mais um exame de ultrassom para verificar se ele estava bem localizado e se não tinha se deslocado. Felizmente estava no lugar certo. 

As cólicas durante a menstruação foram muito fortes e o fluxo menstrual parecia uma cachoeira/tsunami. Depois que eu parei com a pílula em junho, passei alguns meses antes de colocar o DIU (outubro) e percebi que esse tipo de cólica era muito maior do que eu normalmente tinha. O fluxo também estava bem maior. Isso já era esperado devido ao efeito de inflamação que o DIU de cobre causa no útero, mas eu não tinha noção de que seria tão forte e durasse tanto tempo.

Após 4-5 meses

Fui na minha médica reclamar das cólicas e do fluxo menstrual que estavam me incomodando muito durante a menstruação. O meu período era de 28 dias e caiu para 25 dias. Ela disse que era assim mesmo e que seria assim até eu retirar o DIU. Me indicou Ponstan (Ácido Mefenâmico) para aliviar a dor - e ele realmente alivia, mas tenho intercalado com chás de gengibre e camomila.

Fora do período menstrual, não sinto dor nem cólica. Eu também não sinto dor ou incômodo durante a relação sexual.

A minha pele deu uma leve melhorada após os 9 meses que deixei de tomar pílula - está menos oleosa que antes e raramente tenho espinhas.

Minha opinião até agora

No geral, não gosto da ideia de tomar comprimidos de Ponstan todo mês para não sentir dor e ter fluxo menstrual aumentado. Como esse aumento pode desencadear em anemia, ainda estou tomando suplemento de ferro para evitar - o que pra mim é muito melhor que tomar pílula todos os dias, diga-se.

No final das contas, eu acredito que o mais importante é a nossa qualidade de vida. Se ela não está boa durante esses dias (não aguentar ir na academia, caminhar, trabalhar, ter que trocar o coletor toda hora etc) talvez não compense. É claro que tem gente que se adapta perfeitamente ao DIU, mas é preciso pesar esses inconvenientes, já que cada um reage de uma maneira diferente. 

Obs: Quem não possui plano de saúde, o SUS oferece o DIU gratuitamente e talvez valha a pena tentar e retirar caso não se adapte.

Como método anticoncepcional, a eficácia é bem alta (>99%) e por isso ainda darei mais chances ao DIU de cobre. Pretendo testar chás de ervas diferentes para ver quais eu me adapto melhor. Alguém tem alguma sugestão de chás? Deixem nos comentários, por favor!



Para saber mais sobre o DIU, recomendo o link: 

http://www.brasil.gov.br/saude/2015/04/conheca-mais-sobre-os-metodos-contraceptivos-distribuidos-gratuitamente-no-sus

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Resposta do SAC | Dermage





"Caro Cliente ELIANA CASTRO, seu chamado foi concluído. Segue conclusão: 

Boa Tarde! Informamos que a Dermage é uma empresa brasileira que desenvolve produtos dermocosméticos inovadores para a pele da mulher brasileira. Os produtos da Linha Dermage são de alta performance, apresentando eficácia, segurança e sensoriais exclusivos de rápida absorção e suavidade. Por filosofia da empresa, a Dermage não realiza testes em animais! Todos os produtos dermocosméticos são testados dermatologicamente, in vitro e/ou in vivo em humanos, sendo eficazes e seguros. No caso de alergia à substância específica, todos os produtos da Dermage possuem a descrição completa de sua composição nas embalagens para verificação. Algumas fórmulas da Dermage podem conter substâncias de origem animal, entretanto a maioria é de origem mineral, sintética ou vegetal. Informamos que, exceto os produtos Regenerage lábios, Nail Force ? Unhas&Cutículas, Base Oil free FPS 25, Batons da linha Extreme color, Cover & block e High light palette os quais possuem lanolina em suas composições e Máscaras para cílios, Duo Eye Brown Miracle, Sombras que possuem hidrolisado de colágeno em suas composições. Nossa linha Ineout também possui derivados suínos e/ou bovinos. Nossos demais produtos não possuem componentes de origem animal em sua formulação. Todos os produtos da Dermage possuem a descrição completa de sua composição nas embalagens para verificação. Caso haja interesse em algum produto específico, favor nos informe para que possamos ajudá-la da melhor forma. Todas as lojas da Dermage possuem testers para experimentação dos produtos. Atenciosamente, SAC - Dermage"
sac@dermage.com.br

Obs: A linha Delifresh Organics vem com a menção de "cruelty free" e "sem ativos de origem animal" no rótulo:



quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Como cuidar dos cachos com produtos veganos?


Oi oi gente, tudo bem com vocês? O meu nome é Raysa, eu escrevo para o blog Cacheia. Estou invadindo o Beleza Vegana, porque a orkuteira que existe em mim não pode morrer jamais! Haha
Brincadeiras a parte, pedi um espacinho do blog para Eliana, para compartilhar dicas com vocês de como cuidar dos cachinhos e do cabelo crespo sendo vegana. No início, achei que seria bem difícil, porque além de cacheada, eu sigo a técnica low poo, então não uso nada de petrolatos no cabelón, nem shampoos com sulfatos fortes. A surpresa boa é que descobri que é mais simples do que parece, e que além das receitas caseiras, a oferta de cosméticos veganos só aumenta! Hell, yeah!


O que são as técnicas low/no poo?
Provavelmente, você já ouviu falar em low/no poo por aí! Essas técnicas se tornaram uma febre, e foram desenvolvidas por Lorraine Massey. O objetivo é diminuir ou acabar com os impactos negativos causados pelo shampoo no nosso picumã. A técnica low poo substitui o uso de shampoos fortes por shampoos com sulfatos mais leves. Já o no poo abole o uso de shampoo e propõe a higienização dos fios com condicionador.
Os sulfatos que são usados normalmente nos cosméticos são agentes de limpeza profundo, que ressecam os fios retirando a oleosidade natural do cabelo. A indústria acrescenta esses sulfatos porque são os únicos capazes de retirar os derivados do petróleo. Petrolatos, como parafina líquida e óleo mineral, são ingredientes abundantes e baratos, que deixam o cabelo com aparência de bem cuidado. No entanto, não são capazes de oferecer nenhum tratamento real aos fios.
Essa é uma explicação bem resumida das técnicas, mas já adianto que o cabelo não fica sujo não! Na verdade, deixa os fios bem limpos e hidratados, shining bright like a diamond. São técnicas muito recomendadas para os cabelos cacheados e crespos, que costumam ser mais ressecados que os naturalmente lisos. Claro que ninguém é obrigada a seguir só porque tem cabelo crespo/cacheado, até porque não dá certo para todo mundo, e faz bem para lisas também. Mas se você quer saber mais sobre no e low poo, recomendo os grupos no facebook: No/Low Poo Vegano e Rotina Saudável.


Como manter os cachos hidratados no dia-a-dia
Existem várias formas de hidratar os cachinhos, dependendo da sua disponibilidade, preferências pessoais e da sua rotina.


1. Cronograma capilar
O cronograma capilar é uma forma de cuidado dos fios em forma de agenda. O objetivo é o de devolver os nutrientes ao cabelo que são perdidos no dia-a-dia. O cronograma é dividido em três etapas:
  • Reconstrução: que devolve as proteínas ao cabelo;
  • Nutrição: que nutre os fios com óleos vegetais e
  • Hidratação: que repõe a água, sais minerais e vitaminas.
Nós criamos alguns modelos de cronograma capilar no Cacheia. Você não precisa seguir esses, com o tempo pode compreender melhor as necessidades dos seus fios e aprender qual etapa o seu cabelo precisa.
cronograma-capilar-para-cabelos-saudáveis-cacheia.png

cronograma-capilar-para-cabelos-pouco-danificados-cacheia.png

cronograma-capilar-para-cabelos-danificados-cacheia.png

A Eliana já fez um post lindjo com dicas aqui no Beleza Vegan de máscaras veganas para seguir o cronograma capilar. Além das dicas maragold dela, também recomendo algumas máscaras que são ótimas para cabelos crespos e cacheados. Ainda, você pode batizar máscaras baratinhas com ingredientes caseiros.


Reconstrução
Hidratação
Nutrição
  • Máscara Capilar Reconstrutora Arte dos Aromas (no poo e low poo)
  • Máscara Kanechom mix fruit (low poo).
  • Phytoervas Coco Hidratação intensa (low poo).
  • Máscara Kanechom linha low poo (no poo e low poo).
  • Máscara Vegan, da Inoar (low poo e no poo).
  • Máscara Botica BioExtratus Cachos (low poo e no poo).
Ingredientes caseiros: vinagre de maçã; aquafaba;
Ingredientes caseiros: glicerina vegetal; aloe vera; babosa;
Ingredientes caseiros: qualquer óleo vegetal; de soja, azeite de oliva, de coco, etc.


2. Receitas Caseiras
Particularmente, o meu jeito preferido de cuidar do picumã.  As receitas caseiras podem ser feitas a base de leite de coco, amido de milho, glicerinas vegetais, cenoura e beterraba, entre muitos outros ingredientes malucos. Mas não diminua a importância, apesar de feitas no conforto da sua casa, não possuem derivados animais e os resultados são tão incríveis como os de máscaras!


Dicas para o pré-poo
Pré poo é tudo para o hair! Se você não quer fazer low ou no poo, nem gastar muito tempo com receitas caseiras ou cronograma capilar, pode fazer o pré poo. O pré poo são tratamentos bem rápidos, the flash mesmo, que você faz antes de lavar o cabelo com shampoo. A ideia é usar produtos e ingredientes baratinhos, em abundância no cabelo por 5 a 10 minutinhos. Para um pré poo vegano, você pode usar:


  • Óleo de soja ou girassol (low poo e no poo);
  • Máscara Kanechom mix fruit, ou antifrizz, ou hidratação e força, ou gloss ou aloe vera (low poo);
  • Novex no poo (no poo e low poo);
  • Glicerina vegetal pura (apenas quando a umidade relativa do ar estiver acima de 80%!!!!!!)

Hora da lavagem: encontrando bons shampoos
shampoo-suave-kanechom-low-poo-vegan-cachos.jpg

Eu uso shampoos com sulfatos fracos, então não conheço shampoos “comuns” para indicar para vocês. Is it too late now to say sorry? No entanto, mesmo se você não seguir as técnicas, são excelentes shampoos, com ótimas composições e qualidade!
Recomendações de shampoos para cabelos cacheados e crespos:
  • Shampoo BioExtratus  Botica Cachos - Low poo
  • Shampo Inoar Vegan - low poo
  • Kanechom Low poo
  • Phytoervas Revitalização e Brilho - low poo


Co-wash
O co-wash, a lavagem com condicionador, é normalmente usada por quem segue as técnicas no ou low poo. No entanto, pode ser usado por qualquer um com cabelo crespo ou cacheado! O co-wash limpa os fios sim, mas não pode ser feito com qualquer condicionador. Para funcionar como agente de limpeza, precisa ser utilizado um cosmético sem petrolatos ou silicones insolúveis.
Dicas de produtos para co-wash:
  • Yamasterol babosa ou proteína hidrolisada ou argan (amo!)
  • BioExtratus Botica Cachos Co-wash
  • PhytoErvas Condicionador Anti-queda
  • Máscara Kanechom Low Poo


Lacrando na finalização
Enfim, a parte mais importante para um cabelo lacratop crespo ou cacheado: finalização! Para finalizar os cachin, recomendo os produtos:


  • Yamasterol babosa ou proteína hidrolisada ou argan (também dá muito certo como creme de pentear!)
  • Lola Cosmetics, meu cacho, minha vida (low poo e no poo).
  • BioExtratus Botica Cachos - Finalizador & gelatina (low poo e no poo).
  • Kanechom Creme de Pentear Low poo (low poo e no poo).
  • Inoar Creme de Pentear Vegan (low poo e no poo).
  • Kanechom Leave in Mix Fruit - Revitalizador (low poo)




Dicas extras: confiram a categoria de cabelos aqui do Beleza Vegana! É lindja demais! 
Espero que tenham gostado do post, gatezas! Se tiverem qualquer dúvida, é só perguntar :D Beijinhos, #govegan

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Resposta do SAC | Fiorucci / Greenwood


Os sabonetes líquidos da Fiorucci são facilmente encontrados em farmácias e perfumarias e possuem preços bastante acessíveis. Apesar de não ser uma empresa totalmente vegana (alguns sabonetes em barra possuem sebo animal), de acordo com a resposta do SAC, os sabonetes líquidos não contém ingredientes de origem animal:


"Olá Eliana,
Fique tranquila, a Greenwood Ind. e Com. Ltda. Fundada em 1967, que fabrica os produtos FIORUCCI nunca realizou testes em animais.
Não são feitos testes, nem utilizadas matérias primas testadas em animais.
Nenhum dos componentes dos sabonetes líquidos é de origem animal.

Atenciosamente.
Alessandra – Fiorucci Online"